Deixe um comentário

The Walking Dead – 4×16 – A (Season Finale)

A_RickGunUm homem precisa se adaptar a sua realidade se quer sobreviver, é contra isso que Rick vinha lutando desde  atemporada passada até chegar neste ponto; o último episódio desta temporada teve como tema Rick assumindo que não pode mais fugir, precisa abraçar sua verdadeira natureza se quer sobreviver.

O flashback explicou como Rick tornou-se essa pessoa mais tranquila e um fazendeiro, seguindo os ideais de Hershell que sempre foi por natureza um pacifista e que morreu muito por pensar desta maneira; Rick aceitou isso porque sua única e eterna preocupação sempre foi proteger Carl, pensava que tendo uma vida mais tranquila poderia dar a seu filho uma vida mais calma e transformá-lo em um homem bom. O próprio Rick disse para Hershell que dentro da prisão poderiam viver em paz, como fazendeiros, mas para fora daquelas grades o mundo continuava a piorar cada vez mais e quando a prisão caiu Rick encarou o mundo novamente.

Não existe como ter paz interior e exterior nesta realidade, em um minuto tudo parece calmo e em outro você está com uma arma em sua cabeça! Joe era o reflexo perfeito de tudo que existe de errado nesta realidade e o que as pessoas se tornam em um mundo sem regras. A situação era extrema, Joe segurando Rick; o pequeno Carl prestes a ser estuprado, o que viria acontecer em seguida com Michonne e Daryl apanhando até a morte; em uma questão de segundos o Rick fazendeiro morreu e o lado mais animal que existe dentro dele surgiu ao literalmente matar em uma mordida Joe, o ódio que explodiu em seguida em Rick foi quase como de um animal e o tornou mais parecido com Joe matando com prazer e fúria o homem que tentou machucar Carl.

Rick poderia ter dado o passo seguinte para torna-se um monstro como Joe, a diferença é que não está cercado por outros monstros sem caráter e sim por uma família, irmãos e irmãs como Michonne e Daryl. O que aconteceu com Rick foi como abraçar o lado que você tem mais vergonha dentro si e juntá-lo com o que se orgulha; trabalhando sempre na linha tênue entre ser um monstro e um humano. Michonne ao contar, finalmente, o que aconteceu com seu pequeno filho e quem eram aqueles dois zumbis que carregava mostrou para Carl que é preciso ter tanto consciência sobre o seu lado mais sombrio como também saber controlá-lo; a luta pela sobrevivência faz com estas pessoas tenham um eterno questionamento se estão fazendo certo ou errado a cada mínima decisão que tomam.

O clássico Rick ressurgiu das cinzas e sempre alerta conseguiu ver em detalhes as roupas que todos os moradores do Terminal usavam e que eram de seus amigos; o que iniciou uma eletrizante fuga, mas quarteto ao adentrar dentro do local já estavam sem saída. Nesta realidade não existe espaço para fazendeiros, mas para caçadores que precisam ficar atentos o tempo todo para não tornarem-se presas, como todos acabaram sendo no Terminal.  Na minha visão não existe dúvida de que os moradores do Terminal são canibais, a frase que um dos moradores locais disse, pode ser interpretada de forma literal: “Quanto mais pessoas se tornam parte de nós, ficamos mais fortes”. São vários os elementos que ajudam a comprovar isso; o próprio churrasco que Mary fazia com uma quantidade de carne rara para uma situação como esta; as pessoas presas em containers e o relance rápido de pedaços de carne que apareceram enquanto Rick e o resto do grupo fugia. A estratégia dos moradores do Terminal é bastante sagaz; se concentraram em um local estratégico para assim chamarem e iludirem as pessoas a virem para o local acreditando encontrar uma paraíso e desta maneira conseguem sobreviver comendo estas pessoas; o que é quase um paralelo com a própria armadilha que Rick ensinou Carl e Michonne a fazerem, trocando as vítimas de animais por pessoas.

O reencontro de parte do grupo aconteceu no pior local possível, todos presos no vagão A, provavelmente colocados naquele lugar prontos para serem comidos; a boa notícia é que pelo menos todos ainda estão vivos e forte o bastante para lutarem. “Eles não sabem que estão mexendo com as pessoas erradas”, essa frase de Rick foi genial e o complemento do retorno dele para sua personalidade real do xerife que não desiste fácil; a diferença para outros grupos capturados é que este não vão cair sem lutar. Deixando um eletrizante gancho para a próxima temporada, onde parte do grupo terá que lutar e muito para sair desta situação; além do misterioso paradeiro de Beth e também Carol e Tyresse que também devem chegar ao Terminal.

O episódio final da quarta temporada de The Walking Dead não foi tão eletrizante como midseason deste ano, mas foi um excelente prelúdio para o que está por vir e o retorno do velho Rick Grimes que liderará este grupo contra os canibalistas!

tres_e_meio

Sobre a temporada:

Com a decepção que foi a terceira temporada, o quarto ano de The Walking Dead estreou com um enorme receio sobre se a série conseguiria se reerguer, o que na minha visão fez com êxito. A velha divisão da temporada em duas partes ajudou bastante a concluir isso, a primeira parte foi regular e a segunda beirou a perfeição com episódios históricos, como de Carol e as crianças. Uma temporada que começou com este grupo de personagens vivendo felizes e seguros na prisão e terminando em menor número em uma situação totalmente oposta, o que os fez e ainda fará eles crescerem e amadurecerem. Quando a temporada passada acabou acredito que poucos ficaram ansiosos pela estreia do próximo ano, o inverso do que aconteceu neste episódio final que deixou uma vontade de quero mais e uma grande curiosidade para saber o que irá acontecer daqui em diante.

Nota da temporada:

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s