Deixe um comentário

Agents of S.H.I.E.L.D. – 2X14 – Love in the Time of Hydra

CLARK GREGG, IAIN DE CAESTECKERO amor em tempos de guerra é sempre algo triste e complicado, amigos se tornam inimigos e vice-versa, além do surgimento de alianças inesperadas acontecem como a de Ward e a agente 33!

A melhor parte deste episódio foi a de Ward e a agente 33, um casal bem atípico e formado por duas pessoas com sérios problemas de caráter. Bizarra a cena da agente 33 tentando seduzir o Ward usando o rosto da Skye e a voz da May, o que mexeu com Ward que pode até saber que Skye não o ama, mas isso não mudou o que ele sente por ela. O sociopata Ward usou seu charme para conquistar a confiança da agente 33, sabe como enganar as pessoas dizendo exatamente o que elas querem ouvir, como ao mentir para agente 33 sobre sua reconciliação com sua família. Ward não ajudou de graça a agente 33 a recuperar o seu antigo rosto, provavelmente quer conquistar a confiança dela e precisa dela para usá-la no seu próprio plano.

A busca de Ward e a agente 33 pelo antigo rosto dela foi excelente e a dupla conseguiu invadir facilmente, até demais, a base do Talbot! Apesar de atualmente ter uma história mais séria, Agents of SHIELD não pode perder seu humor que reapareceu na engraçadíssima parte com Talbot interrogando as mulheres para achar a 33 e até apontou uma arma para sua própria esposa! Talbot e o exército realmente precisam da ajuda de Coulson e da SHIELD, já que não conseguiram evitar que Ward e agente 33 capturassem Backshi. Apesar de ter gostado desta fase onde a atriz Ming-Na Wen teve um duplo papel na história, gosto da opção da agente 33 voltar a sua real identidade como Kara, agora com esse seu assustador rosto deformado. Ward e Kara formam um tradicional casal de vilões, o sociopata e a maluca deformada que vão se divertir ao torturar Bakshi com seu próprio remédio.

Skye está muito mais para Bruce Banner/Hulk do que para o Capitão América! Essa curiosa analogia feita na discussão entre Simmons e Fiz resume bem a história de Skye atualmente, gostei também da referência a tentativa de suicídio de Bruce Banner que mostra bem este conflito que Skye também vive de ter que lutar contra uma força que existe dentro de si. Por mais que relutasse Coulson sabia desde o começo que a única solução sobre o problema da Skye era afastá-la da equipe; outra boa analogia foi feita por Coulson ao contar a história da origem do seu carro Lola, o que ele quis dizer foi que, diferentemente de May, acredita que a antiga Skye ainda existe e que a mudança de Skye foi apenas exterior, mas isso não muda verdade que Skye sofreu uma grande mudança, assim como Lola agora pode voar, Skye é capaz de criar enormes terremotos.

A história de Skye e de Bruce Banner ficou ainda mais parecida com a decisão de Coulson de isola-la na casa secreta de Nick Fury, esse período de isolamento será uma oportunidade para Skye aprender a usar e controlar os seus poderes. Como previ no review anterior, Simmons criou uma luva especial para ajudar Skye a controlar melhor seus poderes, a luva também é um passo para Skye/Daisy ficar mais parecida com a sua versão Inumana dos quadrinhos. Ainda sobre Simmons, amei quando Fitz disse que na verdade Simmons está apenas com medo das mudanças que estão acontecendo e que a pior de todas é relacionada a própria Simmons que mudou para pior, espero que isso faça com que Simmons comece a mudar a sua postura e realmente ajude Skye a voltar para equipe.

A verdadeira SHIELD foi finalmente revelada! Uma estreia triunfal de Edward James Olmos (Battlestar Galactica) como o Robert Gonzales ao lado do seu time formado Mack, Bobbi, Tomás Calderon (o ótimo Kirk Acevedo) que já mostrou ser sarcástico e nervosinho e a agente Weaver, sendo que a última já tinha aparecido na série na primeira temporada. Um grupo que tem uma visão mais antiquada e militar, nunca gostaram de Nick Fury e muito menos de Coulson, não aprovam as atitudes de Coulson e por isso querem tirá-lo do poder. Gostei bastante da ideia de Gonzalez ter uma ligação com Isabelle (Lucy Lawless) e a morte dela ser mais um motivo para aumentar o ódio que ele sente por Coulson.

Voltando a questão no amor em tempos de Hydra, Gonzalez foi inocente de acreditar que Bobbi seria capaz de separar a sua missão do seu amor por Hunter que foi o mais sábio ao ponderar que ambos os lados têm bons argumentos, mas que Coulson não merece ser expulso do seu posto. Bobbi na verdade não se esforçou para evitar que Hunter escapasse, exatamente por isso assumiu a missão de parar Coulson antes que Hunter conte para todos a verdade, espero que no momento certo Bobbi acorde e mude de lado. Finalmente May e Coulson perceberam que Mack está mentindo e estão de olho nele, só que ainda precisam descobrir que Bobbi é também uma espiã.

Estou bastante curioso e empolgado para ver que rumo essa história vai tomar com os membros da SHIELD brigando entre si e qual será o papel de Skye nesta luta.

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s