Deixe um comentário

Togerthess – 1ª Temporada

TogerthenessA série Togertheness, criada pelos irmãos Mark e Jay Duplass (dupla de Cyrus e The League), foi um exemplo de dramédia, uma história que trabalhou o tempo todo de forma equilibrada o lado engraçado e triste da vida. Uma história simples, honesta e delicada e com personagens bastante reais e desta aneira foi fácil se identificar com algo que cada personagem está vivendo na história. Brett, Michelle, Alex, e Tina, quatro personagens que estão vivendo uma fase de transição, amadurecimento e de autoconhecimento.

Brett (Mark Duplass) e Michelle (Melanie Lynskey, de Two and Half Men) estão apenas adiando o inevitável fim do seu casamento, a vida sexual deles acabou faz tempo e estão ainda juntos porque se amam e por causa do seus filhos pequenos. Brett e Michelle estão vivendo momentos opostos em suas vidas, ela deseja ser reconhecida como uma pessoa com qualidades próprias e não apenas uma dona de casa e mãe, Michelle busca o seu valor e seu objetivo no mundo, encontrou isso através de David (John Ortiz). A ligação entre os dois foi espontânea e rápida, David valorizou a mulher que existe dentro de Michelle, tanto pela sua personalidade e também fisicamente, por mais que tentasse negar Michelle sempre se sentiu atraída por David e no último episódio assumiu isso.

O cansaço e a depressão fez com que Brett chegasse a um ponto onde não gostava de nada e acabou com isso se tornando uma pessoa chata e sem vida. Brett encontrou um escape ao conhecer Linda, a estranha hippie que lhe apresentou um mundo onde podia relaxar e soltar tudo que estava sentindo durante todo este tempo. Esse saco cheio da vida fez com que aos poucos Brett explodisse e assumisse tudo que estava sentindo, como na bela cena do desabafo que fez para Michelle. Brett passou por uma forte jornada de autoconhecimento, ter largado seu infeliz emprego foi o primeiro passo para entender o que deseja para sua vida e aos poucos percebeu que ama sua família e que até gosta de ir a praia. Brett demorou demais para dizer o quanto amava Michelle e sua família, não valorizou sua esposa e isso fez com que Michelle se aproximasse de David, algo que o próprio Brett percebeu que poderia acontecer.

Acredito que o casamento de Brett e Michelle tenha chegado ao fim, são duas pessoas que desejam coisas diferentes para suas vidas e depois da eminente traição de Michelle é difícil imaginar que o casal consiga consiga se acertar. A cena final com Brett indo atrás de Michelle, enquanto ela estava prestes a se deitar com outro homem foi o reflexo de tudo que aconteceu nesta temporada como o casal. Não acho certo prolongar  este casamento por mais uma temporada, só se algo muito surpreendente acontecer e que faça com que os dois consigam resolver seus problemas.

Brett acabou sendo mais sincero e feliz ao lado seu melhor amigo Alex (Steve Zissis, de Cyrus), sempre quis ter uma amizade como a desta dupla, amigos de verdade que estão sempre ajudando um ao outro. A dupla protagonizou duas belíssimas cenas dentro de um carro, a primeira quando cantaram juntos, com direito a um solo de bateria, “Tom Sawyer”, o clássico do Rush, e quando Alex resgatou Brett de sua viagem alucinógena e percebeu que algo estava errado com seu amigo. A cena dos dois se despedindo no aeroporto foi muito bonita e como o próprio Alex disse teve realmente um tom de adeus, já que estão caminhando para uma nova fase em suas vidas e que irá mudar a maneira de cada um ver o mundo.

Se o casal Brett e Michelle tiveram um lado mais dramático, a história do quase casal Alex e Tina (Amanda Peet, de As Viagens de Gulliver) foi mais voltada para o humor. Tanto Alex como Tina estão em busca do seu lugar e objetivo no mundo, são quase dois adolescentes que chegaram tardiamente a fase adulta e não sabem como lidar com esse novo desafio. Durante toda a temporada torci bastante para que Alex e Tina ficassem juntos, Alex até foi mais corajoso e tentou beijar Tina que o rejeitou; Tina parece ter medo de assumir que gosta de Alex, parte pelo seu preconceito por causa do porte físico de Alex e também porque Tina deseja ter ao seu lado alguém que cuide dela, já que não consegue fazer isso sozinha, a cena dela tentando encher o castelo de brinquedo foi o resume perfeito da história da personagem. Tina encontrou essa segurança no excêntrico produtor que parece gostar mais da sua cadelinha do que de sua namorada, Tina trocou Alex pelo produtor que lhe dá segurança e uma vida estável, Tina preferiu se acomodar do que lutar.

A história de Alex e Tina começou a tomar um novo rumo a partir do episódio em que ela conseguiu um teste para Alex. Tina quis ajudar Alex, mas esqueceu que Alex estava tentando recomeçar sua vida e reinventar sua carreira, curiosamente a enorme raiva que sentiu por Tina ter ignorado isso, fez com que ele tomasse coragem e tentasse um papel diferente do seu padrão físico, no fim Alex conseguiu o papel! Alex realizou o seu sonho e conseguiu dar o primeiro passo para recomeçar sua carreira, mesmo que em outra cidade e tendo que se despedir de Brett, Michelle, e principalmente de Tina que mais uma vez rejeitou o seu amor. Espero que este novo emprego seja o primeiro passo para uma mudança em Alex, não quero que ele mude seu jeito fofo e carinhoso, mas que amadureça e seja feliz na sua profissão, talvez se isso acontecer Tina consiga perceber que Alex é o cara certo para ela. Para Tina espero que o relacionamento como produtor não dure muito, já que a personagem precisa aprender a se virar sozinha.

Mark Duplass, Melanie Lynskey, Steve Zissis e Amanda Peet fizeram atuações impecáveis, cada um conseguiu superar os desafios de seus personagens e juntos mostraram uma forte química. A série repetiu o conhecido estilo das produções dos Duplass, misturando realidade e ficção nas histórias de seus personagens e usando de bastante improviso, esse detalhe foi bastante perceptível e fez toda a diferença, dando um ritmo agradável para a história e um humor bem natural.

O ser humano passa boa parte da sua vida em busca da felicidade e tentando encontrar o seu no lugar no mundo, algumas pessoas levam a vida inteira para encontrarem essas duas coisas e outras simplesmente desistem e aceitam uma vida comum. Em sua primeira e satisfatória primeira temporada Togertheness explorou de forma delicada e bastante realista estes dois temas, uma história que faz você repensar a sua própria vida.

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s