Deixe um comentário

The Blacklist – 2×13 – The Deer Hunter

the-blacklist-recapComeço este review com duas perguntas: Como alguém pode contratar Lizzy para fazer uma palestra sobre um serial killer, se ela não conseguiu nem acertar o sexo do assassino? Como o FBI confia em alguém como Lizzy que consegue ser capturada semanalmente pelos criminosos que está caçando?!

Foi somente por causa da dica de Red que Lizzy percebeu que o perfil que fez do serial killer estava errado e que se tratava de uma mulher, apesar que Lizzy estava parcialmente certa sobre isso. Depois foi o Ressler que genialmente desvendou que se tratava de alguém que estava copiando o Caçador de Veados. A história do Caçador de Veados foi um poço de clichês, o homem maltratado pelo pai que vira um serial killer e a esposa vítima da violência do marido, que era o assassino, e que decide continuar, a sua maneira, o trabalho assassino do seu marido. O que salvou este caso foi atuação da excelente atriz Amanda Plummer (Jogos Vorazes – Em Chamas) que deu personalidade e um tom assustador para a estranha assassina.

O sentimento de culpa pela morte do homem assassinado por Tom está fazendo Lizzy cometer erros bobos, como ter ido sozinha atrás da assassina, mas pelo menos foi inteligente ao provocar a mulher maluca para que cometesse um erro e foi Ressler que evitou que Liz cometesse o erro ainda maior de matar a assassina. Que bom que Lizzie assumiu que tem uma grande culpa no ato feito por Tom, a agente realmente não se esforçou ao máximo para impedi-lo de matar o homem. Ressler foi perfeito ao dizer que Lizzy precisa parar de pensar em si e achar que a sua dor é a maior do mundo, seu trabalho é muito mais importante que os seus problemas pessoais, ainda mais porque Lizzy tem Red para resolvê-los!

Red, aquele que odeia seriais killers por serem previsíveis, foi como sempre genial, soube usar o irmão doente de Aleko para fazer com que ele calasse a boca e assim evitar a prisão de Lizzy. É errado pensar que ninguém saiu ferido com essa história, o bondoso detetive Martin Wilcox ficou com um mancha em sua carreira, sendo que só estava querendo prender o culpado pela morte de um homem inocente. Para conseguir viver em paz consigo mesma Lizzy precisa fazer algo para se livrar deste sentimento de culpa, no mínimo pode fazer algo pela família do homem que Tom matou.

Red sabe que Lizzy gosta e precisa muito da presença dele em sua vida e por isso teme perdê-lo se entregar o Fulcrum, Red jamais vai abandonar Lizzy, mas precisa do Fulcrum para ter uma vantagem contra seus inimigos e proteger sua vida. Tanto que por Lizzy, Red perdeu a chance de encontrar com o misterioso homem por de trás do telefone. Como um clássico manipulador Red soube como conquistar a confiança de Aram ou melhor o agente Mojtabai falando do seu cabelo e depois o obrigando a ajudá-lo a encontrar o homem misterioso por de trás daquela ligação. O sangue encontrado no local pode ser um sinal que existe alguém mais interessado na informação ou talvez o homem no telefone na verdade estava sendo usado por outra pessoa.

Ainda sobre Aram, foi muito engraçada a sua preocupação e medo de ficar careca como Red e ainda melhor foi a Navabi o chamando de sexy! A frieza e a calma da agente ao elogiar Aram foi muito engraçada, espero que Aram aproveite essa cantada e que por favor não engorde!

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s