Deixe um comentário

The Blacklist – 2×12 – The Kenyon Family

BN-HA867_black2_G_20150219222837É impossível não ficar chocado com uma história que mostra crianças sendo obrigadas a casar com homens mais velhos e também a sacrificarem suas vidas como homens-bombas. O Blacklist da semana era um típico maluco tarado que usou a fé das pessoas para satisfazer seus desejos sexuais, o que eu sempre acho mais estranho neste tipo de história é como ainda existem pessoas que acreditam nestes falsos messias.

A história ficou ainda mais bizarra com a revelação de que o líder do culto largou seu próprio filho e outros meninos na floresta, afinal não queria ter competição com as suas garotas, uma atitude que levou os garotos a se rebelarem contra seu próprio líder e a levar ao extremo suas ideias. O interessante deste episódio foi como o público já sabia sobre o massacre na igreja, mas Liz e o resto da equipe não tinham noção do que estava acontecendo e achavam que o líder da família Keynon era o responsável pelos atentados.

Liz está ficando cada vez mais chata e repetitiva, não aguento mais essa rotina onde a agente, desta vez junto com Ressler, é presa e sempre cabe a Red encontrar uma maneira de salva-lá; a agente conseguiu escapar sozinha, mas não seria capaz de enfrentar todos os garotos somente com ajuda do Ressler, por isso ajuda de Red foi essencial. Liz precisa aprender a ser como Samar que é extremamente profissional e séria no seu trabalho, mas sem deixar de ter o seu lado mais humano, como na cena da conversa com o menino. Não sei até que ponto é realmente necessário o enredo da doença do Cooper, seria muito melhor ocupar este espaço para melhorar Liz ou dar mais atenção para Ressler.

Liz não vai conseguir manter por muito tempo essa relação somente profissional com Red que também foi tolo de achar que conseguiria comprá-la com um novo apartamento. Como esperado Red tinha o seu próprio motivo para o FBI tirar a família Keynon da fazenda, tudo para entrar em um Carro Presidencial que estava escondido no local e pegar dentro do veículo uma maleta, mas é claro que não foi revelado o que tem dentro da maleta. Muito mais engraçada foi a parte de Red tendo que lidar com o Glen Carter ou se preferir o Jelly Bean, adoro como o especialista em encontrar pessoas consegue irritar Red e até enganá-lo! Hilária a história que Glen inventou, e Red acreditou, sobre nunca ter viajado para fora dos EUA, tudo isso para ir com Red para Rússia. Em The Blacklist uma pista sempre leva a uma nova pista e nunca a uma solução, o tal cofre de Alan Fitch tinha apenas um número de um misterioso homem, o qual claro vamos ter que esperar mais um pouco para descobrir a identidade.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s