3 Comentários

Arrow – 3×14 – The Return

arrow-image-the-return-willa-holland-manu-bennett-stephen-amellSeguindo o gancho do episódio anterior, Arrow inverteu a sua narrativa padrão, com as cenas no presente sendo ambientadas na lha e o flashback em Starling City, no fim ambas as histórias foram normais e pecaram pela falta de emoção.

Merlyn perdeu totalmente a capacidade de distinguir o certo e o errado, foi uma ideia maluca soltar Slade para despertar em Oliver o seu instinto assassino, colocando desta maneira a vida de Thea em grande risco. O aguardado retorno de Slade Wilson foi bem menos emocionante do que o esperado, ficando na sombra do enredo principal sobre a relação de Oliver e Thea. É necessária essa evolução de Thea e o desenvolvimento do seu lado mais sombrio, mas essa mudança precisava também acontecer na limitadíssima atuação de Willa Holland, uma atriz que não está conseguindo para passar com realismo essa mudança na personalidade de Thea, o que prejudica bastante a trama.

Apesar disso, foram razoáveis as cenas de Oliver e Thea na floresta, com o irmão mais velho impressionado com o treinamento de Thea e foi de arrepiar o momento em que Oliver torceu (ou quebrou?) o braço de sua irmã para escaparem da prisão! Foi bacana ver Thea e Oliver lutando juntos para derrotar Slade, sem Mirakuru o vilão é apenas um homem forte e inteligente e não é mais um grande desafio físico. Gostei muito mais da maneira que Slade atacou psicologicamente os irmãos, colocando um contra o outro, falando da culpa de Oliver sobre a morte da Shado, e como isso iniciou essa rivalidade, e foi muito interessante a frase de Slade sobre o momento em que Oliver Queen vai deixar de existir e somente vai restar o Arqueiro.

O longo flashback pareceu muito mais um prelúdio para a primeira temporada, o que é bem estranho já que a série está quase em seu quarto ano! Oliver pareceu um fantasma nas sombras observando as consequências de sua “morte” e de Sara nas vidas de Thea, Laurel, Tommy e Lance. O roteiro conseguiu trabalhar bem a questão de como a vida destas quatro pessoas mudou após o acidente do barco; Thea passando por uma fase de adolescente revoltada e drogada, Tommy sendo Tommy e começando a se aproximar de Laurel que precisou levar uma bronca de seu pai para seguir o caminho certo, como sempre Lance foi aquele que teve a reação mais emocional, perdido após a morte de sua filha. Contexto a necessidade da presença de Diggle, com seu finado irmão Andy, e da Felicity no flashback, foram cenas que não se encaixaram muito bem e pareceram bastante forçadas.

O flashback mostrou Oliver dando seus primeiros passos em sua jornada para se tornar um herói, mostrou seu lado assassino ao exterminar, com razão, o traficante de Thea e começou a descobrir o seu verdadeiro destino ao assistir pela primeira vez o vídeo com a confissão de seu pai, incluindo a clássica frase de ter falhado com a cidade. Maseo provavelmente estaria morto agora se não fosse pela ajuda de Oliver que acabou com o plano de China White, o que pode ser considerado o seu primeiro ato como um vigilante. Engraçada a cena que Maseo tirou sarro de Oliver por achar que com apenas um capaz poderia esconder sua identidade e ainda fez uma piada ao dizer que Oliver seria reconhecido mesmo se tivesse pintado toda sua cara de preto! Quando finalmente parecia que o flashback tinha chegado ao seu fim mais uma reviravolta aconteceu com a curiosa introdução do General Matthew Shrieve (Marc Singer), um obscuro personagem dos quadrinhos. Nos quadrinhos da DC, Shrieve é o líder do Comando das Criaturas, um grupo militar formado por monstros, mas acredito, e espero, que Arrow siga por um caminho diferente nesta história.

Cansei já destas idas e vindas de Thea com Merlyn, a jovem já deveria ter aprendido que não pode confiar em Merlyn, é impossível Thea conseguir perdoá-lo depois de descobrir que seu pai a usou para matar Sara. Falando em problemáticas relações entre filhas e pais, a morte de Sara pela segunda vez afetou o relacionamento de Laurel e Lance, a mentira de Laurel levou seu pai a romper a sua relação com sua própria filha. Estou curioso para saber o rumo desta história com Lance se distanciando de Laurel, já que um era o porto seguro do outro. Vale também mencionar que essa foi a primeira vez que Laurel foi chamada de Canário Negro (Black Canary).

A terceira temporada de Arrow já passou da sua metade e ainda não encontrou a sua verdadeira história e identidade, continua sendo uma série agradável de se assistir, mas este terceiro ano está sendo muito inferior aos dois anteriores.

tres

3 comentários em “Arrow – 3×14 – The Return

  1. Odiei esse episódio, Slade ta sem Mirakuru? ah eu não lembrava disso, mas mesmo assim, ser derrotado por Thea tão fácil é complicado, enquanto isso Oliver tomando porrada que não acabava mais, Thea é melhor que Oliver? gostei não, daria nota 2 pra esse EP, o Flashback foi mais interessante que a história em si, eu gostei da parte de Felicity, me julgue kkkkkkkkkkkkkk, achei legal ver que foi amor a primeira vista de Oliver por ela e talvez por isso também, ele confiou revelar sua identidade pra ela e na boa, Felicity da um up em qualquer ep, mesmo quando é uma participação super rápida, mas no geral fiquei revoltado com esse episódio, criei expectativas demais, é bom que não vou tão esperançoso pro próximo e quem sabe me surpreendo.

    • Ola Adailton dei nota 3 por bondade kkkk Eu também amo a Felicity, mas sei lá acho que a parte dela poderia ter ficado de fora. Eu não estou esperançoso com essa temporada de Arrow rss

      • Eu sei que eu disse que não ia tão esperançoso pro próximo EP, mas lembrei que o próximo é Nanda Parbat, esse episódio, tem que ser o episódio, afinal vai ter o mito do Ra’s de novo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s