Deixe um comentário

Greys Anatomy – 11×11 – All I Could Do Was Cry

Captura de tela 2015-02-13 às 19.24.15Depois de 11 temporadas Grey’s Anatomy consegue criar histórias capazes de tirar lágrimas dos mais durões, como aconteceu neste lindo episódio.

Desculpe, pela sua perda

Comentei aqui algumas vezes que tenho uma deficiência física e já passei e ainda passo muito tempo da minha vida em hospitais e neste mundo da medicina. Algo que gosto muito em Grey’s é a maneira que a série consegue colocar a visão e o que sente um médico, refleti bastante sobre como é difícil para eles diariamente dar a notícia da morte de um paciente para os seus parentes. A frase “Sorry for your loss” em inglês e “Meus sentimentos pela sua perda” no Brasil” é realmente um mecanismo de defesa para os doutores tentarem se manter distante da dor da pessoa e ao mesmo tempo dar um sentimento de paz para a pessoa.

Samuel Nobert Avery

Não sei se teria coragem de tomar a mesma decisão de April e Avery de fazer o parto da criança para ficar apenas alguns minutos com a criança. Uma experiência dolorosa e triste de assistir, desde o processo de assinar a certidão de nascimento e de óbito do bebê e ainda dar um nome para ele.

Lógico que para Avery não foi nada fácil, mas April foi mais difícil por ter um confronto com sua fé em Deus e. Cada um pode enxergar da maneira que quiser a história da moça que perdeu o noivo no hospital e não conseguia deixar o lugar, pode ter sido uma coincidência ou uma mensagem de Deus, para April foi uma importante experiência para entender que perder seu filho é algo horrível, mas ela ainda tem um marido que a ama e pode tentar ser mãe novamente.

A partir de agora April recomeça sua história na vida e na série, uma oportunidade para amadurecer e também melhorar a imagem da personagem, nunca fui fã de April, mas agora começo até gostar mais dela depois dessa bonita história.

Webber e Catherine, feitos um para o outro

Catherine voltou com um novo cabelo e foi linda a cena dela encorajando April a fazer o procedimento e entendendo a fé dela. Catherine manteve sua força o máximo que pode e até descontou um pouco de sua raiva em cima de Webber que também errou em não ter procurado ela nestes seis meses. Catherine e Webber precisam ficar juntos e ambos merecem ser felizes, espero que o Chefe aproveita essa nova oportunidade.

Velas

Um belo gesto a ideia de Amy para os médicos acenderem uma vela para o bebê de April e Avery. Cada médico fez isso a sua maneira, não era uma questão de acreditar ou não em Deus, mas fazer um gesto de carinho para dois amigos e companheiros de trabalho.

Amy, lembranças e esperança

Se eu estivesse no lugar de Amy teria gritado muito mais com a pessimista da Steph que estava colocando sua própria culpa, pelo que desejou de mal para Avery e April, em cima de Amy e do paciente cego. Assim como no caso citado acima, Amy ensinou para Steph que um cirurgião jamais pode desistir de salvar a vida de seu paciente, lógico que foi ótimo que o paciente recuperou a visão, mas isso foi consequência da persistência de Amy de fazer tudo para tirar o máximo possível do tumor. O sucesso maior do que o esperado na cirurgia do paciente vai dar  mais coragem para Amy persistir no seu objetivo e desafio maior que é tirar o tumor de Hermann.

Percebi logo de cara que algo estava errado com Amy e foi de partir o coração a cena final com a revelação de que ela também perdeu um bebê de maneira parecida com a de April e Avery.  Hunt teve a atitude mais certa de apenas dar as mãos para ela e mostrar que está ao seu lado.

Um tiro e um bebê

A vida em um hospital é exatamente como neste episódio, muitas vidas são perdidas e outras começam no mesmo lugar. O caso da mulher que tomou um tiro e descobriu que estava grávida virou algo pessoal para os médicos pelo que estava acontecendo com April.

Bailey, Maggie e Callie que não desistiram de salvar a vida da mulher e deram um exemplo de como médicos e médicas jamais podem desistir e precisam acreditar que são capazes de fazer o impossível pelos seus pacientes. O casal que teve a criança terá uma história única para contar para a menina sobre o dia e a maneira que ela nasceu.

Meredith precisa transar!

O enredo de Meredith trouxe um pouco de alegria para um episódio bastante triste, com a busca dela por alguém que ficasse no lugar dela no hospital e para cuidar das suas crianças enquanto Meredith vai visitar Derek para fazer sexo! Nada contra Karev e Jo, mas Maggie é uma pessoa bem mais preparada para ser a babá das crianças, afinal ela é tia delas e também é uma oportunidade para Maggie conquistar a confiança de Meredith.

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s