Deixe um comentário

Constantine – 1×12 – Angels and Ministers of Grace

Constantine - Season 1Antes de começar o review do episódio desta semana de Constantine, preciso comentar sobre o futuro da série. No começo da semana a NBC deixou Constantine de fora da lista de suas séries renovadas, mas Constantine ainda pode ser salva! A NBC decidiu que a única maneira de salvar Constantine é passar a série para outro canal, exatamente o SyFy que não só assumiria toda a produção e seus custos como a série seria renomeada para Hellblazer! Se realmente confirmada, considero essa é a melhor decisão, o SyFy seria um ótima nova casa para a série, com um público que gosta de produções do gênero, e mudar o nome para Hellblazer seria a chance de não só explorar mais personagens do universo dos quadrinhos, como também recomeçar a história de uma nova maneira.

Dito isso, vamos falar de “Angels and Ministers of Grace”, mais uma boa adaptação para TV de uma conhecida história dos quadrinhos, desta vez sobre o Diamante Negro. Um enredo que foi bastante fiel a história original, a diferença maior é que nos quadrinhos a trama está ligada ao Espectro. Apesar da boa adaptação, foi fácil demais adivinhar que o doutor era o culpado por tudo, seria óbvio demais se gordinho fosse o responsável. O caso da semana foi praticamente algo secundário na trama e usado para desenvolver os dois enredos principais, envolvendo Zed e Manny.

Constantine novamente se viu perto de perder uma pessoa próxima e ser um dos responsáveis por isso, a descoberta do câncer de Zed mexeu bastante com o protagonista que se sentiu culpado por ter pressionado Zed a usar seus poderes. Compreendo a decisão de Zed de não operar, temendo perder o poder que usa para ajudar tantas pessoas e a faz especial, a cena dela com Manny foi muito bonita e trouxe o tema da fé de Zed e a possibilidade de acreditar que pode estar destinada a ficar com este tumor dentro de si. Zed foi uma personagem bastante prejudicada pelo corte no número de episódios da série, não deu tempo de a história dela com seu pai e a questão da sua fé serem trabalhadas, temas totalmente ligados ao enredo deste episódio que poderia ter tido mais profundidade se conhecemos mais sobre o passado de Zed.

Constantine não é um homem que sabe lidar bem com suas emoções e muito menos ser contrariado, acabou colocando toda sua decepção pela doença de Zed em cima de Manny que afirmou que não poderia salvá-la, como castigo Constantine o aprisionou em um corpo humano! Esse enredo foi simplesmente hilário, Harold Perrineau teve sua melhor participação e foi ótimo ver o personagem não sendo apenas um anjo chato que adora ficar filosofando. Engraçado demais ver Manny tendo suas primeiras experiências humanas, suas dores, a tecnologia e claro o prazer da carne, a cena da mulher o agarrando foi a melhor do episódio, o mais engraçado foi que Constantine deixou Manny preso no corpo durante todo este tempo por pura birra. Ser amigo de Constantine é ter certeza de que você vai sofrer mentalmente e fisicamente, pobre Chas que virou cobaia de Constantine que abusou por duas vezes dos poderes de regeneração de seu amigo, primeiro enfiando chave de fenda na perna de Chas e depois testando o diamante nele, com Constantine pronto para matá-lo se algo desse errado.

Pela segunda semana consecutiva a Escuridão Ascendente foi deixada completamente de lado, pelo menos desta vez foi por uma boa causa, com um episódio que deu mais espaço para Zed e Manny através de dois bons enredos, ambos ligados ao tema da complexa relação de Constantine com as pessoas ao seu redor.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s