Deixe um comentário

Greys Anatomy – 11×09 – Where Do We Go From Here?

xapril-showered-with-bad-news-greys-anatomy-s11e9.jpg.pagespeed.ic.BGa9c8NFYPNk-CEBGduZDepois de dois meses de férias, Grey’s Anatomy retornou com um episódio bastante dramático e tenso. Lidando com a questão do amor de uma mãe pelos seus filhos e também sobre como os médicos nem sempre conseguem resolver todos os problemas, inclusive os seus próprios.

Uma mãe, um carro e um câncer

Após 11 anos assistindo Grey’s Anatomy foi bem fácil prever que a mãe do caso principal tinha algum problema de saúde que a levou a jogar o seu carro, com seus filhos dentro, de uma ponte, causando um enorme acidente. Todos os médicos preferiram fazer um rápido julgamento sobre a mulher, principalmente April, até o marido da paciente começou a acreditar que sua esposa tinha jogado o carro propositadamente. Meredith foi a única a enxergar a situação com uma visão mais fria e como uma médica, Meredith deveria enfiar na cara do Hunt o tumor que provou que a teoria dela estava certa e que explicou a atitude da mulher.

Meredith, preciso de uma pessoa

Meredith e Derek são duas pessoas que adoram fingir que está tudo bem, quando não está. A briga sobre a viagem de Derek para DC foi crescendo e tomando um tamanho que acabou nesta situação, a verdade é que Meredith está apenas enfrentando um problema bem antigo. A própria Cristina tentou avisar Meredith que algo do tipo iria acontecer entre ela e Derek, mas como Grey odeia assumir que está errada, prefere fugir de Yang.

É sempre surpreendente ver Meredith sair de sua postura fria e ter uma emoção normal, como ao chorar para a candidata a babá, Meredith perdeu em pouco tempo Yang e agora Derek, ficando sem sua “pessoa”. Apesar de ter sido um pouco falsa, fez bem em deixar Derek realizar seu sonho, mas sendo nada otimista, não acredito que vai dar certo essa relação a distância, já que Meredith vai ser a maior prejudicada, tendo que cuidar de sua carreira e de duas crianças, enquanto Derek estará em Washington feliz e realizando seu sonho.

April e Avery, o choque

O choque de April pela notícia do seu bebê doente também trouxe um conflito interno, por um lado tem raiva por ser uma médica e não e conseguir salvar seu próprio filho e também não consegue entender como o deus em que tanto acredita pode fazer tantas coisas ruins com as pessoas. Ao tentar ajudar o máximo de pessoas possíveis April tentou recompensar o que não pode fazer pelo seu próprio filho.

Avery ficou em uma situação também complicada tentando ajudar April ao mesmo tempo que lidava com o choque da notícia e se manteve forte o máximo que pode, assim como April. Os dois precisam ficar ainda mais unidos neste momento difícil, só assim vão conseguir superar o maior desafio da vida deles. O lógico seria a criança nascer e morrer, mas como estamos falando de falando de Grey’s Anatomy prevejo uma longa e complicada gravidez e após o nascimento, uma criança que vai sofrer várias cirurgias.

Hermann e sua cabeça mais dura que um tumor

A preocupação maior de Amy não deveria ser sobre o tumor de Herman, mas sim sobre que máquina utilizará para furar aquela cabeça dura da doutora! Não gosto nem um pouco da prepotência de Herman que ao querer manter a pose, como na cena do banheiro, parece mais preocupada com sua imagem do que com sua saúde. Herman fez uma escolha arriscada e idiota ao preferir esperar até o momento mais crítico para tirar o tumor, o que só vai aumentar a responsabilidade de Amy e da Arizona por ter sido a responsável pela ideia, Arizona que foi uma santa por ter aguentando por tanto tempo as grosserias da Herman.

Karev, escute a mamãe Bailey!

Apesar de estar relacionado a questão da maternidade, o enredo de Bailey e Karev não encaixou bem com as outras história do episódio. Inicialmente achei o menino, o “muralha”, mais novo envolvido no acidente bem fofo e engraçado, mas aos poucos ele foi ficando irritante de uma maneira que se eu fosse a Bailey teria dado um safanão para ele falar logo o telefone dos seus pais.

Se Herman é a rainha das teimosas, Karev é o rei dos teimosos! Não escutou a Bailey e por pouco não colocou a vida do garoto mais velho em risco, mas gostei da humildade de Karevy ao assumir que errou e também ao assumir como Bailey é uma mãe para todos. Bailey é realmente uma mãe para seus pacientes e seus colegas médicos, essa dedicação ao trabalho faz com que Bailey fique distante do seu próprio filho. Sinceramente este enredo sobre Bailey ter que escolher entre o trabalho ou sua família não parece muito promissor.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s