Deixe um comentário

Gotham – 1×13 – Welcome Back, Jim Gordon

Gotham-ep113_scn6_20885_hires2É cada vez mais difícil escrever e defender Gotham, uma série irregular demais, os melhores episódios exibidos até agora foram no máximo medianos, já o desta semana foi horrível!

Todo mundo já entendeu que Gotham é uma cidade corrupta e que todo mundo está envolvido no jogo do lugar, mas até isso tem um limite, o qual foi ultrapassado com a história da testemunha ser morta na delegacia, o que já quase impossível de acontecer, e para piorar pior o crime foi tratado como um suicídio! O crime da semana repetiu temas anteriores e não trouxe novidades, com uma narrativa previsível, foi fácil demais desvendar que o homem que matou a testemunha era o próprio Flass, por isso foi nenhuma surpresa a revelação de Bullock sobre o esquema montado por Flass e os chefões de Gotham, inclusive o corrupto Comissário.

Gordon voltou ao seu trabalho mais durão, não se incomodando de ser a pessoa mais odiada dentro da polícia. Gordon pode até ter ficado mais corajoso, mas continua incapaz de solucionar os casos, precisando da ajuda de um bandido como o Pinguim. Gordon já é experiente o bastante para saber que o Pinguim, e os mafiosos em geral, não conseguem as informações que desejam através de abraços e beijos, foi ingênuo de achar que ninguém se machucaria. A última cena com o detetive implorando pelo bem-estar de sua família foi mais uma vez repetida lição para Gordon perceber que para fazer seu trabalho vai ter que entrar no jogo da cidade, só realmente espero que essa história não o faça voltar a ser aquele detetive bobão do começo da temporada.

Para piorar ainda mais, o episódio teve três enredos paralelos que se tivessem ficado de fora não fariam falta alguma. O quão desnecessário foi aquela ridícula cena de tortura da Fish? Fish se gaba tanto de sua força, mas precisou da ajuda do gordinho do Butch para salvar a sua vida, duas vezes! É incrível a incompetência da equipe do Falcone, afinal Butch conseguiu sozinho descobrir onde Fish estava e ainda tirá-la das mãos do, caricato demais, torturador Bob. Outra cena fraquíssima foi a do Pinguim com sua bizarra mãe, um mais maluco e bêbado do que o outro; o esperado confronto de Fish e Pinguim foi curto demais, sendo interrompido pela chegada de Keyser Soze que é praticamente o Neo de Matrix ao desviar das balas.

Realmente Fish tem o dom de conquistar todos os homens ao seu redor, Bunch entregou sua própria vida para salvá-la e foi uma surpresa ver Bullock a ajudando a escapar, até o detetive caiu no charme dela. A falta de criatividade da equipe dos roteiristas de Gotham é tão grande que a série vai repetir o mesmo tipo de enredo pela segunda vez na temporada! Depois de o Pinguim ir embora e voltar para reconquistar o seu lugar, agora é Fish que vai trilhar o mesmo caminho, só espero que faça isso de uma maneira diferente do seu inimigo.

Vou começar a chamar a parte de Bruce, Selina e Ivy de Gotham Kids, já que não combina com o restante da história da série, e somente o sarcasmo de Alfred para melhorar essa sonolenta parte. Bruce teve seu coração partido por Selina, personagem que pode perder toda sua importância após a revelação de que não viu o assassino dos Wayne, o que pode ser uma mentira de Selina para se livrar do grudento do Bruce. Meu único comentário sobre Nygma/Charada é que assim como seus colegas de trabalhos eu já não aguento mais o personagem e suas charadas.

dois_e_meio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s