Deixe um comentário

Chicago PD – 2X11 – We Don’t Work Together Anymore

247e5223792a01b633b0d3e117a9Dona Lindsay Erin e seus dois chefes! Erin entendeu bem as diferenças entre trabalhar para a Força Tarefa e para a Inteligência, principalmente no que se refere aos métodos de agir. O episódio teve parcialmente um leve tom de humor para mostrar as diferenças entre os federais e a Inteligência, principalmente na parte de equipamento, os federais com suas telas finas e apetrechos, nada comparado aos músculos de Atwater e a sagacidade da equipe de Inteligência; o humor seguiu com Halstead elogiando o “gato” da mulher e com a velhinha asiática usando a arma para se defender!

Adorei o confronto de Voight e David, o qual o sargento ganhou fácil ao provar que seu método é muito superior ao dos federais, Voight jamais faria um acordo com um bandido e muito menos deixaria na mão alguém que o ajudou, foi somente por respeito pela decisão de Erin que não deu um merecido soco na cara do David. Os federais seguem à risca todas as regras, o oposto do que Voight faz com sua equipe, mas sinceramente a Inteligência tem muito mais caráter e age de maneira muito mais justa do que os federais. Platt deu um exemplo, e Voght a sua maneira também, de como tratar suas fontes, já o mala do David agiu como um canalha com a jovem que colocou sua vida em risco para ajudá-los e a coitada ainda ficou sem o dinheiro que merecia!

Erin ficou no meio das duas equipes tentando fazer com que todo mundo trabalhasse pelo mesmo objetivo, o qual foi cumprido com a prisão do bandido e recuperando o dinheiro que estava genialmente escondido. Erin aceitou ir para este emprego porque queria prender mais criminosos e melhorar Chicago, mas acabou fazendo isso novamente com ajuda da sua antiga equipe, resumindo nada mudou. Concordo com Ruzek e não entendo o motivo de Erin querer trabalhar em uma unidade que age de maneira totalmente oposta ao que acredita, depois de tudo que aconteceu e ao ver como David traiu a confiança da fonte, tinha certeza que Erin mudaria de ideia e voltaria para equipe de Voight, mas isso não aconteceu. A única vantagem para Erin deste emprego é que finalmente poder ficar com Halstead que depois de dar em cima dela o episódio inteiro finalmente a beijou e que cena foi aquela! Erin e Halstead combinam demais, não somente pela atração física, mas também pela amizade que construíram, um casal que tem tudo para dar certo.

Foi engraçado ver Burgess no lugar de Platt descobrindo que o trabalho da Sargento não é nada fácil, mas pelo menos ganhou um beijo fofo do apaixonado Ruzek. Assumo que estou revoltado com a Burgess, depois de tanto tempo esperando para vê-la na equipe da Inteligência, ela vai lá e recusa o convite para ficar como policial e para proteger Rowan! Discordo que Burgess não esteja preparada para subir as escadas e sinceramente Rowan é bem grandinho para superar sozinho o trauma da besteira, sim ele errou feio, que fez, Platt foi precisa ao dizer para Rowan parar de se lamentar e seguir em frente. Essa recusa de Burgess é muito ruim para a trama que está um pouco parada demais; tudo voltou para o mesmo lugar, Burgess vai continuar como policial e alívio cômico, Atwater vai continuar sendo um personagem supérfluo (assim como Antonio) e é claro que no fim Erin deve voltar para a Inteligência.

Semana que vem um novo crossover entre Chicago PD e Chicago Fire, todos em busca do assassino de Shay. (Atualizado) O episódio crossover será somente exibido no dia 3 fevereiro, semana que vem a série retorna com um episódio normal da sequência da trama.

tres

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s