Deixe um comentário

American Horror Story: Freak Show – 4×11 – Magical Thinking

American-Horror-Story-Freak-Show-S04E02-Magical-Thinking-03Quando você está contando uma história é preciso ser fiel aos seus personagens até o fim e o que AHS fez essa semana foi uma traição e uma falta de confiança em seus próprios personagens. Foi ilógico introduzir um novo personagem, Chester interpretado por Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother), e dar a ele um papel de protagonista, ainda mais quando falta apenas três episódios para o fim da temporada.

É inegável que Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother) é um dos atores prediletos dos telespectadores e é extremamente talentoso, e isso ajudou a disfarçar a sensação de que ao introduzir Chester, os roteiristas na verdade estavam apresentando o personagem que a história precisava desde o começo. A outra sorte da equipe criativa da série é que apesar de Chester ser um personagem cheio de clichês, o traumatizado veterano de guerra com uma placa na cabeça (?!) que viu sua esposa o trocar por outra mulher, Patrick Harris fez uma atuação perfeita e soube passar todos os lados deste excêntrico personagem que é, a sua maneira, um freak. Um homem preso em sua própria loucura ao acreditar que a sua boneca era real, e foi um detalhe bem esperto colocar Jamie Brewer como a versão física da boneca, Brewer trouxe o seu lado meigo e olhar penetrante para deixar a versão física da boneca ainda mais realista e assustadora.

A chegada de Chester mexeu bastante com Elsa, Dot e Bette e também com Dandy. Elsa, a pior personagem interpretada por Jessica Lange na série, continua como sempre perdida em seu sonho de ser famosa, está pouco se importando em deixar nas mãos de um maluco o seu querido circo, sua preocupação se limitou apenas a fazer com que ninguém fosse demitido. A mudança do comportamento de Dot e Bette foi bastante benéfica, as personagens funcionaram muito melhor agora como amigas de verdade e decididas a encontrar um parceiro sexual bom para ambas, claro que tinham que escolher o Chester; a cena dos três fazendo sexo foi a cara desta temporada, reunindo humor, sensualidade e um pouco de bizarrice. Para Dandy, uma pequena e bacana participação, era inaceitável perder as irmãs para Chester, mal sabe ele que ao provocar Chester, tirando dele Marjorie, acabou despertando o lado assassino de Chester que deve ir atrás exatamente de Bette e Dot. O confronto que esperava entre Jimmy e Dandy deve mudar de rumo e acontecer entre Dandy e Chester, uma disputa muito mais atraente e que pode ter um final bem mais original.

O meu sentimento de que Chester deveria ter participado da temporada desde o começo só aumentou ao perceber o quão chato foram os outros e originais enredos. Não poderia me importar menos com Jimmy ter sido enganado por Stanley e muito menos com Dell tentando tentando ser um pai para Jimmy, mesmo que para isso tenha que matar policiais para libertá-lo. O que realmente importou nesta parte foi que Maggie e Desiree voltaram em busca de justiça, adorei a maneira como as duas conseguiram armar para que Elsa não só descobrisse o que Dell fez com Ma Petite como colocasse uma merecida bala na cabeça de Dell, afinal até o homem mais forte é mortal e o fim de Dell foi, como toda sua história, patético.

Sobre o enredo principal minha única curiosidade é saber que rumo à história de Elsa vai tomar nos dois últimos episódios, espero que Elsa acorde para a realidade e perceba que Stanley é um golpista e que merece morre, sinceramente pouco me importo com o futuro de Jimmy, Maggie e os outros personagens.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s