Deixe um comentário

Switched at Birth – 4×01 – And It Cannot Be Changed

16x9Lá vamos nos para a quarta temporada de Switched at Birth que chega a uma fase vital na vida das garotas trocadas.

No instante que Bay salvou a vida de Daphne tomou uma decisão que talvez não tivesse consciência, assim como Daphne, sobre o quanto isso iria mudar drasticamente sua vida, seus planos e também de todos ao seu redor. Pensando pelas consequências a decisão de Bay foi correta, não diria genial como John acreditou ser, apenas evitou de destruir a vida de Daphne para sempre, mas é uma responsabilidade que talvez nem Bay como Daphne estejam preparadas para lidar.

As duas jovens estão passando pela confusa fase de deixarem a adolescência e se tornarem adultas, aceitando e conhecendo todas as responsabilidades que vem junto com isso. Bay é bastante inocente e pensa muitas vezes com o coração do que com a razão, fez isso ao salvar Daphne e depois ao dar o pacote para o presidiário, o que aumentou o seu serviço comunitário em mais 100 dias! Pelo menos Bay vai poder tirar o rastreador, mas do que adianta tirá-lo agora que Emmett se foi e ela terá que ficar mais tempo afastada dele e da vida que sonhavam ter juntos. Bay vai ficar e ter que lidar com tudo isso sozinha, não vai poder contar com Emmett, porque seria injusto da parte dela fazer com que ele se sentisse mal por ir atrás do sonho dele sozinho. Não é preciso ser um vidente para prever que Bay vai entrar em uma forte depressão por ficar sozinha e que deve ter muitos problemas com a folgada da menina loira que vai fazer serviço comunitário com ela.

Já para Daphne decidir ficar e fazer a faculdade perto de casa para ficar próxima da Bay não é o bastante para compensar o que sua irmã fez por ela, talvez este ato de Bay que deveria uni-las pode acabar as separando ainda mais. Não recrimino a atitude de Toby, o DJ e ainda namorando Lily, e Emmett contra Daphne, a verdade é que ela mudou de faculdade, mas ainda assim está realizando seu sonho e não pagou pelos erros que cometeu. Claro que não será nada fácil para Daphne fazer o curso em um local não totalmente preparado para deficientes auditivos, o preconceito e os problemas para ela acompanhar as aulas vão surgir, mas sinceramente nada que possa ser comparado a passar um tempo na prisão. Esse desafio de Daphne é superável como qualquer um e é o preço pelo que fez, somente a própria Daphne será capaz de ultrapassá-lo, com uma pequena ajuda do intérprete, e inicialmente irritante, Josh, o qual espero que não seja um potencial interesse romântico, mas confesso que já gostei bastante do jeito da Iris, a colega de quarto de Daphne.

Gostei e muito da maneira que foi colocado o assunto sobre como os pais reagem ao perceberem que chegou a fase de seus filhos se despedirem e começarem suas próprias vidas. Kathryn e John estão levando bem essa fase e aceitaram a decisão de Daphne de ficar mais próxima por causa da Bay, já Regina está tendo mais dificuldades, afinal ainda lida com a perda de Angelo. Foi bonito ver Regina feliz com o dinheiro de Angelo sendo usado para algo tão bacana como o programa criado por Melody, realmente não é hora dela deixar a casa dos Kennish, Regina primeiro precisa se restabelecer para depois partir. Esperava que a história de Regina com Wes ganhassem novos capítulos, mas a revelação do rompimento por ela não ter aceitado ir para o Havaí com Wes foi importante para mostrar o impacto da decisão de Bay na vida das pessoas ao seu redor.

A temporada começou muito bem e ainda muitos dramas ainda vão surgir neste novo ano de Switched at Birth.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s