Deixe um comentário

Série Nova: Marco Polo 1×01 e 02 – The Wayfarer e The Wolf and the Deer

marco-polo-image-lorenzo-richelmyEste review é baseado nos dois primeiros episódios de Marco Polo

Aos poucos a Netflix começa a deixar a imagem de ser apenas um site de streaming que exibe produtos de outras empresas, mas sim um realizador de produções de qualidade como House of Cards e Orange Is The New Black, provando que o mundo das séries não se limita mais apenas aos canais aos televisivos. O site também está ficando marcado por pegar séries, por exemplo Arrested Developoment, ou projetos descartados pelos grandes canais estadunidenses, o que foi o caso da nova produção original do site, a série épica Marco Polo.

A série criada por John Fusco e Dave Erikson foi originalmente desenvolvida para o canal AMC que a descartou após não conseguir autorização para rodá-la na China. Fusco e Erikson ofereceram o projeto para o Netflix que o comprou e autorizou a produção de 10 episódios para a primeira temporada que foi rodada na Itália e Malásia. A trama acompanha o jovem Marco Polo (o italiano Lorenzo Richelmy) que depois de ser traído pelo seu próprio pai é entregue ao temido rei Kublai Khan (Benedict Wong, de Prometheus), sendo obrigado a ser mais um dos homens do exército mongol. Khan pretende dominar o mundo, mas tem dificuldade em manter seu próprio poder no seu reino pelas revoltas internas, principalmente do reinado de Song.

Um projeto ambicioso e que mostra a intenção da Netflix de fazer um projeto épico do mesmo nível de grandes produções como Spartacus e Game of Thornes, ambas fortes inspirações para Marco Polo. É inegável que tecnicamente a produção é quase impecável, com belíssimos cenários, vestimentas, cenas de batalhas bem montadas cenas e uma detalhada recriação da época em que a história se ambienta. O roteiro tem como temas principais a guerra pelo poder, a ganância, vingança, o povo contra o opressor e o mais importante um homem estrangeiro preso em uma cultura totalmente diferente da sua, um argumento nada criativo e já usado milhares de vezes.

Este grande investimento da Netflix não é o bastante para esconder as falhas do precário roteiro, por exemplo no primeiro episódio o erro mais marcante foi o uso de um flashback desnecessário e encaixado na hora errada, quebrando o impacto da boa primeira cena, numa tentativa fracassada de dar mais dramaticidade na relação de Marco Polo e seu pai. O roteiro, principalmente no primeiro episódio, é muito confuso e  apresenta um número excessivo de personagens e enredos, no final é difícil lembrar o nome dos personagens e suas histórias. O próprio protagonista em meio a tantas tramas some em alguns momentos, muito pela desastrosa atuação de Lorenzo Richelmy, um galã italiano que não parece estar preparado para um papel de tamanha importância. Os outros personagens de tão caricatos se tornam cômicos, como o mestre cego de kung-fu do protagonista que parece ter saído de um daqueles filmes ruins orientais de artes marciais e também a atriz Olivia Cheng como a guerreira Mei Lin que virou assunto na internet pela sensual e bizarra cena dela lutando nua, aliás a série não tem vergonha de usar e abusar de cenas de nudez e sexo.

Vai dar certo? Incerto, analisando os dois primeiros episódios de Marco Polo não enxerguei nada que faça a série se destacar, pelo contrário, pareceu uma reprise de outras produções do gênero e que tenta chamar atenção do público pela sua épica produção e por cenas de sexo. A Netflix provavelmente deve encomendar uma segunda temporada, muito pelo boca a boca que Marco Polo está tendo na internet e que está bem dividido entre aqueles que amaram ou odiaram a série.

Para quem gosta de…: séries épicas, Spartacus, histórias de época.

O TV Cinema e Música vai acompanhar? Não, infelizmente a Netflix não se saiu bem em sua primeira experiência de fazer uma série de época e épica.

dois

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s