2 Comentários

Arrow – 3×09 – The Climb (Winter Finale)

arrow-the-climb-stephen-amell-and-matt-nableUau que episódio espetacular! Todo mundo sabia que Malcolm Merlyn tinha um plano secreto desde o começo e que tinha ligação com Thea, mas realmente foi uma grande surpresa descobrir o que planejava! Malcolm quer ressurgir das cinzas e para isso acontecer precisa acabar com a dívida de sangue que tem com a Liga dos Assassinos, mas usar sua própria filha para isso foi de uma frieza típica de um monstro incapaz de amar!

Thea jamais esteve na minha lista de suspeitos pela morte de Sara, mas Malcolm é um homem frio que treinou Thea desde o começo com este objetivo. Mesmo com Diggle e Felicity tentando fazer Oliver enxergar a realidade, o Arqueiro demorou para assumir a verdade, tudo porque o seu maior ponto fraco é o amor que sente pela sua família. Merlyn conhece este defeito de Oliver e usou isso contra ele para seu próprio benefício, sabendo que Oliver faria o último sacrifício para salvar a vida de sua irmã. Fiquei muito feliz que Thea não matou Sara conscientemente, mas com a droga que faz a pessoa ficar sugestionada, seria chocante demais a personagem ter virado tão rapidamente uma assassina fria como seu pai; foi sensacional o rápido confronto de Thea com o Arqueiro, Oliver percebendo o que Merlyn tinha feito com sua irmã fisicamente e mentalmente.  O flashback também foi essencial para a revelação da droga manipuladora e para explicar o motivo de Maseo ter entrado na Liga dos Assassinos após a aparente morte de sua esposa pelas mãos de China White. Não esperava que Maseo estivesse vivo até hoje e muito menos que Tatsuo tivesse um final tão dramático.

Para os leitores das HQ’s foi fácil adivinhar o que indicava a cena inicial com Oliver subindo aquele interminável penhasco que o levaria ao inevitável confronto com o poderoso e experiente Ra’s Al Ghul, o Cabeça de Demônio. Por Thea, Oliver seria capaz de mudar o seu código de não matar e também jamais deixaria pessoas inocentes de sua cidade morrerem por sua causa, Merlyn previu tudo isso deixando Oliver apenas com a opção de pedir um duelo mortal contra Ra’s Al Ghul. Um momento memorável a despedida de Oliver com Thea, Diggle e principalmente com Felicity reafirmando que tem certeza absoluta que a ama!

Oliver sabia dentro de si que talvez não fosse capaz de matar Ra’s, o confronto mostrou isso pela superioridade do líder da Liga que não teve muito trabalho para derrotar Oliver. Apesar de ser fisicamente muito diferente do Ra’s original, Matt Nable conseguiu passar a frieza e experiência de um homem muito antigo, o discurso dele falando da primeira vez que matou uma pessoa e ao lutar sem armas, comprovou como Ra’s tem a consciência absoluta que é imbatível. É óbvio que Oliver não vai morrer e a certeza disso está na própria fase de Ra’s quando contou que a última vez que alguém o confrontou foi há 67 anos atrás, o que faz com que tenha muito mais de 100 anos de vida! Isso praticamente confirma a existência do Poço de Lazarus, uma água especial capaz de curar qualquer ferid e de ressuscitar uma pessoa. Estou curiosíssimo para descobrir como este elemento místico será encaixado na trama realista de Arrow e quais serão as consequências em Oliver após utilizar a água.

Os enredos paralelos estão ligados ao futuro da trama, já que Oliver deve ficar um bom tempo fora de Starling City, o que deixa aberta as portas para dois novos heróis surgirem, Ray Palmer e Laurel. Um momento marcante a conversa de Laurel com Dinah que com sua intuição (quase um superpoder) descobriu que Sarah estava morta, o que chama atenção é como Dinah incentivou sua filha buscar vingança pela morte de sua irmã e fazer com que os culpados sofram, ouvir isso de sua própria mãe era o incentivo que faltava para Laurel assumir a identidade da Canário. O outro futuro herói é Ray Palmer que ganhou uma história decepcionante, um enorme clichê a trama do homem que perdeu sua noiva e que decide virar herói para evitar que mais inocentes morram. Pelo menos essa revelação dá um motivo para Ray estar em Starling e virar um herói, com a criação do exoesqueleto do Eléktron que vai dar a ele a habilidade de diminuir seu tamanho. Realmente Felicity parece destinada a ajudar os super-heróis e também ser rejeitada romanticamente por eles, com Oliver fora da jogada é capaz que Felicity se concentre em ajudar Ray a virar um herói.

Este episódio quebrou a ideia de que Ra’s seria o vilão da temporada, mas o real antagonista será Malcolm Merlyn. Talvez desde o começo Merlyn sabia que Oliver seria incapaz de matar Ra’s e fez tudo isso para se livrar do herói, o que conseguiu e agora pode retomar o seu desejo de dominar Starling City.

Arrow retorna em 21 de janeiro!

Comentários Extras e dos quadrinhos para TV:

Qual a função de Roy na trama? Esperava que com um enredo centrado em Thea ele ganhasse mais espaço, mas continua sendo um mero coadjuvante.

O boneco de neve de Oliver tinha um cachecol verde e o da The um vermelho, um detalhe pequeno, mas bacana.

Bacana a menção sobre os eventos do último e também espetacular episódio de The Flash.

Oliver ter tirado sua camisa no confronto com Ra’s não foi uma desculpa para agradar o público feminino, na verdade foi uma homenagem a uma clássica HQ de Neal Adams nos 70 que mostrava o confronto entre Ra’s e e Batman, também sem camisa, mas usando sua máscara.

cinco

2 comentários em “Arrow – 3×09 – The Climb (Winter Finale)

  1. A minha vontade é de usar aquela frase do Lockhart (Homeland) nesse episódio de Arrow: WHAT THE FUCKING FUCK????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s