Deixe um comentário

Uma Noite de Crime: Anarquia

03Inesperado sucesso de bilheteria em 2013, o suspense de baixo orçamento Uma Noite de Crima ganha uma sequência que deixa, pelo menos parcialmente, a violência e a troca por uma história mais social.

A trama ambientada em 2022, mostra os EUA com novos fundadores e vivendo uma época de ouro com diminuição da violência e da pobreza, tudo isso depois de chegar a um limite que quase destruiu o país. O motivo dessa mudança se deve ao Dia do Expurgo, uma data anual na qual por 12 horas qualquer cidadão é livre para cometer o crime que deseja, pode matar a quem quiser com a garantia do governo de que não será punido.

t2ejpplgpgitx1gcb7n1O diretor e roteirista James DeMonaco coloca sua história desta vez nas ruas, mostrando através de três grupos de personagens. Shane (Zach Gilford) e Liz (Kiele Sanchez) são um casal sem sorte que por causa de um carro quebrado acabam presos nas perigosas ruas na área mais pobre da cidade; Eva (Carmen Elongo) e sua filha Cali (Zoë Sul) são vítimas da violência e precisam abandonar sua casa e por último o sargento (Frank Grillo), um homem que saí as ruas no Dia do Expurgo com um objetivo de vingança. Três grupos que acabam se unindo durante a história e tentando juntos sobreviver ao caos da noite de expurgo.

A sequência explora as origens e reais motivos para a criação do dia sem leis. DeMonaco aproveita sua história para fazer uma crítica a eterna divisões de classes da sociedade, colocando os pobres como vítimas dos ricos no dia do expurgo. Aproveitando a história para se aprofundar na questão, bastante atual, o tratamento dos imigrantes nos EUA, colocando a máxima de que a minoria é sempre a maior prejudicada. Assim como no primeiro filme, DeMonaco tem algumas falhas para contar a sua história, os personagens principais e seus fraquíssimos intérpretes, Frank Grillo deveria ser um herói mudo, não são tão atraentes como a da família do primeiro filme. O roteirista e diretor não deixa de ter seus próprios preconceitos ao mostrar de forma estereotipada os latinos e também o grupo, de negros, que se revoltam contra o Dia do Expurgo, em uma clara referência aos Panteras Negras.

purge7Quando é chegada a hora o diretor se rende ao desejo do público e apresenta a violência esperada com um banho de sangue, a crítica social se perde em troca do sadismo.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s