Deixe um comentário

Crítica: O Juiz

O Juiz-1Com memoráveis atuações de Robert Downey Jr. e Robert Duvall o drama O Juiz traz uma história de tribunal com uma forte dose de drama familiar.

Na trama, Hank Palmer (Downey Jr.) é um advogado bem-sucedido, com sérios problemas de caráter. Hank é obrigado a voltar para sua cidade de origem após receber a notícia da morte de sua mãe, onde vai reencontrar seus irmãos e seu pai (Duvall), um respeitado juiz local, com quem tem uma péssima relação. Quando seu pai é acusado de um assassinato, Hank é o único capaz de defendê-lo e essa obrigatória convivência vai ajudá-los a resolver os problemas do passado.

THE JUDGEO roteiro nada inovador de Nick Schenk e Bill Dubuque tem o objetivo único de comer o público, um drama familiar disfarçado de uma história de tribunal. O longa é dirigido por David Dobkin, conhecido por comédias fracas como Penetras Bons de Bico, que aqui assume seu primeiro drama, a falta de experiência no gênero é visível. Falta coragem de inovar ao roteiro e a direção que usando velhos elementos de uma típica história que já foi contada diversas vezes no cinema. A falta de sutileza é perceptível nos artifícios usados para tirar lágrimas do público; o pai e filho com problemas em sua relação, muito pela falta de uma conversa franca, o irmão com lesão cerebral e claro um personagem com câncer terminal. Outros artifícios mais leves e bregas como flashbacks, a chata trilha sonora, o advogado da cidade como alívio cômico e um romance bem sem graça entres os personagns de Downey Jr. e da atriz Vera Farmiga.

A falta de qualidade atrás das câmeras é suprida pelas perfeitas atuações de o todo o elenco, desde os necessários coadjuvantes até, e ainda mais a dupla principal, Robert Downey Jr. e Robert Duvall. Downey Jr., atuações que deve render a dupla principal indicações ao Oscar. Downey Jr. interpreta mais uma vez um personagem que é uma mistura de ficção e realidade sobre a sua própria pessoa, em um roteiro feito para tirar lágrimas é Downey Jr. que emociona de forma mais realista, abandonando seu habitual sarcasmo e passando por cenas muito sensíveis, como a do banho e a última do filme. O veterano Robert Duvall, favorito ao Oscar de Ator Coadjuvante, passa com toda sua experiência o tema mais impactante da trama que é a dura fase de envelhecer e lembrar de tudo que fez até agora.

JUDGE, THEEm sua típica história água com açúcar de drama familiar, o Juiz vale mesmo para ver o raro encontro de um elenco que dá o seu máximo para emocionar e tirar do público sinceras lágrimas.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s