3 Comentários

Crítica: Drácula – A História Nunca Contada

Dracula UntoldCriado por Bram Stoker, Drácula sempre foi um dos melhores personagens da literatura, sua história do homem que precisa beber sangue já foi tema de diversas adaptações, algumas honrosa e outras esquecíveis. Entrando para este segundo time chega aos cinemas Drácula – A História Nunca Contada que como diz o próprio e ambicioso promete contar uma origem diferente, misturando elementos da obra de Stoker que teria se inspirado na mítica lenda de Vlad – O Empalador.

A excessivamente rápida introdução apresenta Vlad (Luke Evans, de) que ao lado dos turcos lutou sanguinárias guerras e onde ganhou respeito e sendo temido por todos por empalar suas vítimas. Vlad tenta apagar este passado sombrio e volta para o seu reinado na Transilvânia, onde vive uma vida em paz com sua esposa e filho; calma interrompida quando o turco Mehmed (Dominic Cooper, de Capitão América – O Primeiro Vingador) exige que Vlad entregue mil crianças para as tropas turcas, incluindo o filho de Vlad. Desesperado e sabendo que não tem um exército capaz de derrotar a legião turca, Vlad vai atrás do mestre vampiro (Charles Dance, de Game of Thrones) em busca do poder que o fará ganhar essa guerra.

Dracula-2Apagar o passado de empalhador de Vlad e transformá-lo em um homem que apenas está tentando proteger sua família é humanizar um personagem amado há séculos exatamente pelo seu lado sombrio, perdendo a ideia original de que Vlad já era um monstro antes mesmo de virar um de verdade. Sem seu lado obscuro, Drácula perde todo o seu encanto e se torna um personagem chatíssimo, o temido vampiro se torna apenas um herói comum do cinema, sem graça e esquecível. Um erro que custa caro para os roteiristas estreantes Matt Sazama e Burk Sharpless que insistem durante toda a história em tentar explicar os motivos reais e heroicos que levaram Vlad a virar um monstro. A falta de experiência dos roteiristas é sentida no texto pobre com diálogos auto explicativos e frases baratas de efeito. Inexperiência que se segue com o diretor Gary Shore, mais um daqueles diretores de estúdio que faz o que é mandado, sem personalidade e apenas usando os aceitáveis efeitos especiais o filme.

Evans faz o básico para viver essa versão boazinha de Drácula, talvez tenha sido escolhido unicamente por ter mais um rosto de vilão do que de um herói. O veterano Charles Dance em sua curta participação é o melhor do filme, talvez a história do primeiro vampiro rendesse uma história melhor do que a desta versão de Drácula. Decepcionante um ator bom como Dominic Cooper em uma atuação caricata como o vilão da trama, chega ser cômico ser olhares maléficos e suas baratas de feito. Ainda mais trágico é a interpretação de Sara Gordon como a sem graça mocinha, longe de ser realmente bela, e só menos insuportável do que Art Parkinson como o filho de Vlad.

Dracula-3Drácula – A Histórica Nunca Contada está longe de ter a profundidade e beleza narrativa de Drácula de Francis Ford Coppola e se asemelha e até pior, sim isso é possível, do fatídico filme Van Helsing (2004) O único medo que Drácula – A História Nunca Contada causa é de pensar que este filme será usado como o do ambicioso e extremamente questionável projeto de reiniciar e modernizar a história dos clássicos monstros da Universal, um futuro assustador para estes icônicos personagens.

meio

Anúncios

3 comentários em “Crítica: Drácula – A História Nunca Contada

  1. […] escrever o roteiro. O projeto faz parte da recriação do Monstros da Universal que começou com Drácula – A História Nunca Contada e será seguido por A Múmia que chega aos cinemas em 2016. Que seja muito, mas muito melhor do que […]

  2. pois eu gostei do filme apesar do lado sombrio dele não esperava que ele amasse tanto a mulher dele e o filho

  3. […] os dias atuais, introduzindo e os adaptando para o público contemporâneo. O projeto começou com Drácula – A História Nunca Contada e será seguido por A Múmia que chega aos cinemas em 2016 e depois com Lobisomem em 2017. Uma […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s