2 Comentários

Arrow – 3×03 – Corto Maltese

-arrow---17-truths--Thea e Laurel eram duas personagens que estavam em um nível muito atrás dos outros de Arrow, precisavam amadurecer e ganha mais destaque na trama, o que começou acontecer neste episódio. Finalmente um flashback útil mostrando como Merlyn mudou Thea e a transformou em apenas seis meses de um garota fútil em uma guerreira sem medo, também com aquele treinamento qualquer pessoa mudaria! A mudança e amadurecimento de Thea é muito bem-vindo, mais segura e pronta para encarar as lutas e desvendar todas as mentiras. Oliver fez bem de contar somente parte da verdade, excelente diálogo e atuações, e aos poucos vai contar toda a história, já que quanto mais tardar para fazer isso aumenta o risco de perder Thea novamente.

Merlyn não é confiável, a cena dele apontando a flecha para Oliver, espionando Thea e depois a última batalha, deixam no ar que Merlyn tem um plano para Thea e por isso deixou tão facilmente ganhar a luta e partir. O que Malcom pretende é ainda um grande mistério, mas também deve retornar para Starling e ficar de olho em Thea que vai começar uma nova fase de sua vida, estou curioso para saber que rumo a personagem seguirá. O que estragou e muito o enredo de Thea, e os outros, foi o caso de Diggle criado para colocar ação na trama, desnecessário e este tempo poderia ter sido gaso mais com Thea. Para não dizer que foi totalmente inútil, serviu para Diggle ver o perigo para sua família que é se relacionar com Amanda Waller e a ARGUS e que Oliver sabe atirar muito bem, para o espanto de Roy!

Em Starling, Felicity se acostuma a sua nova vida trabalhando para Ray Palmer que está tentando conquistá-la com seu próprio escritório e um assistente, nunca mais mais vai precisar servir cafés na vida! Excelente ver Felicity ganhando mais espaço e funcionando, como sempre bem, corretamente como alívio cômico, a cena dela tentando resolver os problemas de todos foi hilária. Não é que Felicity vai na próxima semana visitar seu amigo Barry Allen, imagina a surpresa dela quando vê-lo como Flash, o próximo episódio The Flash promete ser imperdível! Ray finalmente começa a revelar sua verdadeira face, resta saber se para o bem ou para o mal, mas teve uma reação bem séria ao ver os projetos de armas da Queens Consolidated.

Oliver resolveu o problema de sua irmã para ganhar outro com a insistência de Laurel em querer assumir a jaqueta de Sara. Laurel nunca foi muito boa da cabeça e a morte de sua irmã despertou uma raiva que precisa ser concentrada em um objetivo. Deu mais um passo sua transformação na nova Canário, algo que ninguém ao seu acha que esteja prepara para ser; Quentin quer proteger sua filha, a interação deles dois foi o ponto alto deste episódio, já Oliver não quer vê-la terminar como Sara. Nenhum deles será capaz de segurá-la, a surra que levou daquele covarde só aumentou a sua vontade de ajudar as pessoas, para virar uma vigilante precisa aprender a luta, por isso vai pedir ajuda para o treinador de boxe Ted Grant (J.R. Ramirez)! Essa interação pode dar muito certo, Ted, bom rapaz que tenta tirar jovens problemáticos das ruas, vai ensinar Laurel a concentrar sua raiva em socos, sem saber qual o objetivo dela com este treinamento.

Comentários Extras e dos quadrinhos para a TV:

Boas risadas com Diggle dizendo que a família Oliver ama uma ilha e com Roy achando que poderia entrar em uma avião com um monte de flechas! Na falta de flechas? Destrua o seu quarto de hotel e crie seu próprio arco e flecha!

Corto Maltese é um nome bem conhecido no universo da DC e o local já serviu como ambiente para diversas histórias.

Thea usou o nome falso de Mia, o mesmo de Speedu, uma versão do Roy mulher que luta ao lado do Arqueiro nas HQ’s.

Mark Shaw é um personagem das quadrinhos da DC que usa o nome de Caçador, completamente diferente desta versão da série.

Ted Grant é um importante herói dos quadrinhos, também lutador de boxe que usa o nome quando herói de Pantera, Wildcat em inglês, o nome, separado Wild Cat, da academia de Grant em Arrow!

O assistente de Felicity se chama Gerry Conway, um os maiores quadrinistas da história da DC , uma bela homenagem!

quatro

Anúncios

2 comentários em “Arrow – 3×03 – Corto Maltese

  1. Que legal essas referências dos quadrinhos!!! Tô bem curiosa pra saber que tipo de pessoa o Ray Palmer realmente é! E espero que não demore muito. Concordo plenamente: a história do Diggle foi completamente desnecessária. Laurel, pela graça de Deus, dá indícios que vá ter graça daqui para frente. Thea ainda continua um porre pra mim, mas pelo menos parou de choramingar. Thanks, Merlyn! hahaha

    • Também espero que digam logo qual será a função do Palmer, espero que seja igual ao dos quadrinhos porque daí vai ser bem bacana ver a reação da Felicity. Ave nem comento a história do Diggle! Finalmente a Laurel servindo para algo e gostei desta nova versão da Thea e seu novo corte de cabelo, mas ainda acho que ela vai ficar meio inútil na trama como sempre rss. Que bom que você comentou Fernanda! Saudades do seus comentários em Arrow e Chicago 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s