Deixe um comentário

Série Nova: How To Get Away With Murder – 1×01 – Pilot

howtogetawaywithmurder_pilot_violadavis_justice_1200_article_story_largeShonda Rhimes mais uma vez apresenta uma atraente história com sua nova produção How To Get Away With Murder. O episódio piloto teve diversos pontos positivos e conseguiu conquistar atenção com uma protagonista única e uma história que deve se equilibrar entre um mistério principal e os casos da semana. Assim como já virou tradição nas séries produzidas por Shonda Rhimes o elenco é sempre escolhido com muito cuidado, equilibrando rostos conhecidos com jovens talentos, absolutamente todos estão bem sem seus papéis.

A espetacular Viola Davis (Histórias Cruzadas) interpreta Annalise DeWiit, uma advogada que é dona de um escritório e que ministra aulas para alunos do curso de direito. Annalise é a melhor em sua profissão, genial e ousada, sem medo de usar a justiça, e sua falhas, para ganhar seus casos. Anualmente Annalise escolhe quatro alunos para trabalharem em seu escritório, onde tem como sócios, o mulherengo Frank (Charlie Weber, de 90210) e Boonie (Liza Weil, a Paris de Gilmore Girls), que tem uma atração pelo marido de sua chefe.

O piloto girou em torno de Annalise trabalhando em um caso onde precisava defender uma mulher acusada de matar seu amante e chefe e a disputa entre os alunos para serem os escolhidos pela admirada professora. Esta proposta funcionou perfeitamente, conseguindo apresentar bem os alunos como também ter um bom primeiro caso, alias muito bom ver uma série que foge do padrão ao colocar Annalise defendendo uma mulher visivelmente culpada pelo crime.

O primeiro atrativo da série é a própria protagonista Annalise, uma mulher que está longe de ser perfeita, extremamente fria e muitas vezes é quase uma vilã ao ser capaz de tudo para ganhar seus casos, como usar o seu próprio amante! A ideia dela ter um caso extra-conjugal já é bastante ousada e ainda mais porque seu marido Sam (Tom Verica, de Medium) aparentemente parece ser uma boa pessoa; sinceramente não sei até que ponto acreditei nas lágrimas da protagonista ao revelar os motivos do seu caso para Wes. A jogada genial do roteiro foi o flashforward que revelou que a história da série vai se dividir entre presente e passado, revelando aos poucos o que aconteceu nesta misteriosa história; os quatro alunos escolhidos no presente em um futuro próximo vão colocar em prática tudo que aprenderam para se livrar de um crime, o assassinato de Sam, o marido de Annalise! Este é um gancho que beira a perfeição, primeiro por revelar de cara quem é a vítima, e ser a pessoa menos esperada possível, e também deixar o telespectador curioso para saber como e por qual motivo estes quatros jovens cometeram este crime.

Apesar do curto espaço, graças a boa divisão de cenas no presente e passado, foi possível ter uma ideia das personalidades dos quatro estudantes. Os que mais se destacaram foram Wes e Connor; Wes (Alfred Enoch, de a franquia Harry Potter) ainda não está acostumado a este disputado e sem escrúpulos mundo da justiça, mas parece ser um jovem de boas intenções, é difícil de saber se Annalise acredita realmente neste talento dele ou o escolheu para evitar que o jovem revelasse sobre o caso que tem com detetive. Gostei muito da coragem e ousadia de Connor (Jack Falahree, de Twisted ), tanto os flashbacks como nas cenas do presentes revelaram um jovem bastante peculiar quase um sociopata e sem medo de fazer o que for necessário para se sair bem. Michaela (Aja Naomie King, de Black Box) é a clássica nerd puxa-saco de professores, esforçada, mas parece faltar coragem e ousadia nela. Laurel (Karla Kouza, de 31 días) tem um forte senso de justiça e do certo e errado, não parece, ainda, totalmente preparada para usar das mesmas artimanhas de sua professora; a ideia dela ser aquela que terá um caso com Frank é promissora, já que advogado é um clássico mulherengo. Quem menos se destacou foi Asher (Matt McGorry, de Orange is The New Black), fiquei em dúvida se o personagem pode ainda melhora ou se será um mero alívio cômico.

Vai dar certo? Sim, Shonda Rhimes acertou novamente e apresentou uma série que pelo menos nesta primeira temporada tem tudo para conquistar o público. O episódio da próxima semana já promete muito com o crime envolvendo a vizinha de Wes. Por outro lado é cedo para dizer se HTGAWM tem um enredo que conseguirá se manter muito tempo no ar.

Para quem gosta de…: séries de tribunal e criminal, séries criadas por Shonda Rhimes, Scandal.

O TV Cinema e Música vai acompanhar? Sim, após assistir o episódio é impossível não querer continuar assistindo a série para saber o que vai acontecer e o que aconteceu!

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s