Deixe um comentário

Critica: Amores Inversos

hateship-loveship1Desde que alcançou um reconhecimento maior com Missão Madrinha de Casamento, a atriz Kristen Wiig vem intercalando comédias populares com filmes indies, em uma tentativa de mostrar que é muito mais do que uma comediante; Wiig continua este caminho com o seu mais recente trabalho o drama indie Amores Inversos.

Wiig vive a tímida e calada Johanna que passou boa parte da sua vida cuidando de uma idosa, mas quando a senhora morre Wiig vai trabalhar como babá para ajudar o senhor McCauley (Nick Nolte, de Hulk) a cuidar de sua neta Sabitha (Haille Steinfeld, de Bravura Indômita). Sabitha e sua amiga Edith (Sami Gayle, de Blue Bloods) decidem fazer uma pegadinha com Johanna mandando cartas para ela como se tivessem sido escritas por Ken (Guy Pearce, de Homem de Ferro 3), o instável e problemático pai de Sabitha.

hateship-loveship020A trama é baseada no conto Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento da escritora canadense Alice Munro que ganhou o Nobel em literatura no ano passado. O conto original se passa nos anos 50, já a adaptação para o cinema feita por Mark Poirier se ambienta no presente, outra mudança feita pelo roteirista foi acrescentar algumas cenas para explicar a evolução da história e ligação dos personagens. A narrativa, assim como o conto, tem abruptas mudanças de tempo que são sentidas através de pequenos detalhes e na evolução dos personagens como pessoas. A diretora Liza Johnson segue a escola dos filmes descritos atualmente como “indies”, a narrativa contemplativa apoiada muito em sua trilha sonora e na liberdade de seu elenco para passarem as emoções de seus personagens muito mais em suas reações físicas do que nos pouquíssimos diálogos.

Wiig consegue cumprir seu objetivo de mostrar toda sua versatilidade em um papel que exige bastante dela pela falta de falas, atuando principalmente através das reações de seu rosto. Wiig dá vida a essa introspectiva, mas simpática personagem que a cada cena revela um pouco sobre si, é nas pouquíssimas falas da personagem que é possível compreender mais do comportamento desta mulher tão única. Wiig também tem a sorte de atuar ao lado do camaleão Guy Pearce mais uma vez entrando de corpo e alma no seu personagem Ken que passa por uma bela e reflexiva jornada passando do homem traumatizado e viciado para uma pessoa que tem noções de suas responsabilidades. Depois de aparecer e surpreender em Bravura Haille Steenfield tem neste filme a sua melhor interpretação com Sabitha que com seu olhar adolescente revela uma visão mais bela sobre os altos e baixo da vida.

hateship-loveship3Apesar de ter sido vendida no Brasil como uma comédia romântica Amores Inversos é um filme introspectivo, com um ritmo bastante lento que tem como tema principal as relações humanas e como reagimos as situações que acontecem em nossas vidas. O conto de Munro se aprofunda na solidão que cada personagem está vivendo desde até Johanna o avô e como ao longo da história cada um encontra uma maneira de acabar com a tristeza.

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s