Deixe um comentário

Switched at Birth – 3×21 – And Life Begins Right Away (Season Finale)

Switched at Birth - Episode 3.21 - And Life Begins Right Away - Promotional Photos (5)_FULLO último episódio da temporada foi muito emocionante cheio de momentos de tirar lágrimas como o discurso de Daphe que resumiu tudo que aconteceu nos últimos anos em Carlton que chega, injustamente, ao seu fim.

Muita coisa mudou dede que Bay e Daphne se conheceram há três anos da pior maneira possível; neste tempo aprenderam a entender a história de cada uma, chegando neste ponto onde Bay fez um sacrifício pela pessoa que aprendeu amar e escolheu para ser uma amiga e irmã.

O justo seria Daphne pagar e muito pelos seus erros, mas Bay decidiu que não deixaria Daphne arruinar sua vida e assumiu o crime. Uma decisão tomada muito pela emoção do que pela razão já que agora Bay tem 18 anos e talvez pague de uma maneira séria por um crime que não cometeu. Bay amadureceu muito nestes três anos, muito mais que Daphne que andou para trás, e tem noção absolutamente das consequências deste seu ato.

Daphne terá a oportunidade de ir para faculdade de medicina, apesar que talvez ela acabe ficando e ajudando Melody no projeto da faculdade. Já Bay perde mais uma vez a chance de começar ficar com Emmett que vai ficar devastado com a decisão dela, mas espero que não desista de ir para faculdade por causa de Bay, já que ela tomou essa decisão sem pensar no lado dele.

Não quero nem imaginar o quanto John, que mostrou seu lado sensível, Kathryn e Regina vão ficar como descobrirem o que Bay fez e essa história deve ainda abalar muito essa família. Sinceramente não é hora de Regina começar algo com Wes e essa parceria já mais do que provou não ser nada boa.

Apesar de ter parecido um pouco falso foi bacana ver a mãe de Travis se esforçando para aprender a linguagem de sinais e ter mais contato com seu filho. Por último Toby não superou a perda de Nikki e está querendo ocupar este espaço com Lily que parece ter ficado com ele por pena.

tres_e_meio

Sobre a temporada:

Vou concentrar meu comentário sobre a terceira temporada de Switched at Birth nesta segunda parte onde os principais eventos aconteceram, o mais importante deles a morte de Angelo. Matar o personagem foi uma decisão difícil e que poderia até ser bem-vinda se tivesse sido desenvolvida melhor, digo exatamente sobre a mudança de personalidade de Daphne.

Sinceramente esperava muito mais que Bay se comportasse desta maneira do que Daphne que deixou de ser uma personagem especial e tornou-se comum, até um pouco odiável quando se pensa que deixou sua irmã tomar o castigo que merecia ser seu. Isso bate em outro ponto que também esperava mais desta segunda parte da temporada que foi o retorno do relacionamento de Bay e Emmett, algo que os fãs tanto desejavam e que ficou escondido pela morte de Angelo e para piorar agora pode acabar novamente pela sua prisão.

Kathryn e John evoluíram como personagens e como casal depois de enfrentarem uma séria crise e estou gostando de ver essa Kathryn mais solta e um John menos durão. Toby nesta temporada virou um personagem muito mais simpático, muito pela saída da insuportável da Nikki, também foi uma boa ideia de colocar Tank (ótima estreia) e Lily como parte de seu enredo.

É difícil analisar a temporada por inteira, já que a primeira parte foi muito superior a esta segunda onde a história seguiu rumos que talvez não foram os melhores e cabe agora aos roteiristas melhorarem a imagem de Daphne e criar uma maneira para que Bay dê um rumo para sua vida após a punição.

Nota da Temporada:

tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s