Deixe um comentário

Série Nova: The Knick – 1×01 – Method and Madness

the-knick-cinemaxO diretor Steven Soderberg (Magic Mike, Traffic) assina a produção e direção de The Knick, série médica e de época do canal Cinemax estrelada por Clive Owen (O Plano Perfeito).

A trama é ambientada em 1900 em Nova York acompanhado a rotina do hospital Knickbocker, conhecido como o Knick. O chefe médico do hospital é o John Trackery (Owen), um obstinado, presunçoso e genial doutor que tem o deseja de revolucionar a medicina com novos métodos e aparelhos criados por ele mesmo. O piloto logo de cara mostra Trackery ao lado do seu mentor o Dr. Jules (Matt Frewer, de Orphan Black) tentando ajudar uma mulher em sua terceira tentativa de ter um filho, um procedimento complexo e que acaba com a morte da moça e da criança. Por ter tido outras inúmeras tentativas frustradas na mesma cirurgia Jules acaba tomando a decisão de acabar com sua própria vida; a morte de Jules é o que faltava para Trackery ficar ainda mais concentrado no seu principal objetivo, ganhar a guerra contra Deus. Trackery acredita mais na medicina do que em qualquer outro misticismo e tem certeza que será capaz de solucionar os casos mais graves.

Jules ensinou não só métodos cirúrgicos para Trackery, mas também a usar a cocaína como artifício para manter-se ligado e continuar a trabalhando sem parar. O roteiro deixa em aberto o quanto o vício de cocaína foi um dos motivos que levou Jules a tirar sua própria vida, uma lição que Trackery aprende, mas chegou a um ponto que precisa da droga para continuar a viver. Além do vício Trackery é um homem com muitos defeitos, egocêntrico que se acha o dono da verdade, o que o coloca em uma eterna batalha contra Cornelia Robertson (Juliet Rylance, de Frances Ha), a filha do diretor do hospital.

O roteiro explora muito mais do que a questão da evolução da medicina e se aprofunda em temas como preconceitos raciais (o Dr. Algernon Edwards), contra mulheres (Cordelia e a enfermeira) e estrangeiros (a mulher doente). Cada cena explora uma questão social desde os preconceitos até o sistema corrupto da medicina na época, com uma disputa entre os hospitais para pegar os pacientes ricos e até subornos da parte do departamento da saúde. Essa abrangência de temas faz com que a série não fique chata e apenas nas questões médicas, tema que o piloto explora de forma fria e direta com fortes e sangrentas cenas nas cirurgias; a medicina, para os que gostam do assunto, não deixa de ser interessante ao presenciar, de forma ficcional, como a evolução da medicina aconteceu, por exemplo na ideia de Trackery em fazer uma anestesia de peridural.

Não fica dúvidas de que se trata de uma série com as mãos Soderberg tanto no seu estilo de direção e na narrativa em questões sociais e políticas, temas que Soderberg já explorou em muitos de seus filmes, o diretor faz uma interessante opção ao criar um contraste entre o novo e o antigo através da trilha sonora que utiliza a música eletrônica. Clive Owen a cada trabalho melhora em sua atuação e foi a escolha certa para viver o dúbio personagem principal, três personagens se destacaram tanto pelas atuações de seus intérpretes como pelos seus enredos. André Holland (1600 Penn) como o doutor Edwards que terá que ultrapassar o preconceito racial para provar que merece o posto que alcançou e não apenas cumprir uma cota social. Juliet Rylance no papel de Cordelia, a diretora do falido hospital que precisava salvá-lo e também superar a questão do preconceito por ser uma mulher em um importante posto. Por último Eve Hewson (Aqui é o Meu Lugar) como a bela enfermeira Lucy, outra personagem que precisa ultrapassar a barreira do preconceito e que o piloto deixa aberto uma possível ligação com o doutor Trackery, por saber do seu vício na cocaína.

Longe de ser uma nova obra-prima, mas não deixando de ter sua própria personalidade e bons diferenciais The Knick fez uma boa estreia para uma série que deve alcançar ainda todo o seu potencial.

Vai dar certo? Tecnicamente já deu, o canal Cinemax já renovou The Knick para sua segunda temporada antes mesmo da estreia acreditando no sucesso da produção.

Para quem gosta de…: séries médicas e de época, Clive Owen.

O TV Cinema e Música vai acompanhar? Sim, porém não semanalmente. Após a exibição dos 10 episódios da primeira irei postar um texto completo na coluna Comentando a Temporada. Não, assisti ao segundo e terceiro episódio da série que foram muitos chatos e então decidi que é uma série que não vale a pena ser acompanhada

tres_e_meio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s