Deixe um comentário

Crítica: Muppets 2 – Procurados e Amados

Muppets-2-1Depois de um período de descanso os Muppets retornaram aos cinemas em 2011 com grande sucesso e mostrando que ainda possuem potencial para conquistar o público infantil e também o adulto com seus carismáticos fantoches. O diretor James Bobin e o roteirista Nichollas Stroller retornam para Muppets 2 – Procurados e Amados com uma história que faz uma homenagem ao clássico gênero dos filmes de espionagem utilizando o tradicional humor dos fantoches.

A trama começa exatamente onde o anterior terminou, Os Muppets voltaram a fazer sucesso e com ajuda do empresário Dominic Badguy (Ricky Gervais, de The Office original) resolvem fazer uma turnê pela Europa. Na realidade Badguy trabalha para o vilão russo e criminoso mais procurado do mundo Constantine que é também idêntico ao Kermit, exceto por uma pinta no rosto; Constantine e Badguy usam os Muppets para disfarçarem seu real plano de incríveis assaltos pela Europa, enquanto colocam o coitado do Kermit em uma cadeia na Russia onde todos acreditam que o adorável sapo seja Constantine.

Muppets-2-2O longa segue numa sequência de apresentações musicais, acompanhada pelos conhecidos números apresentados no programa dos Muppets e como pano de fundo, e única novidade, uma sátira aos filmes de espionagem; desde o nome do vilão Badbugy (cara ruim), a pinta no rosto de Constantine, a prisão na Rússia e o detetive francês Jean Pierre Napoleon (Ty Burrell, de Modern Family) que é uma clara homenagem ao clássico Jacques Clouseau de A Pantera Cor de Rosa. O que falta a sequência é uma história real como a do primeiro filme, acreditar que apenas repetir as apresentações e números musicais já conhecidos seria o bastante é um erro crucial; os Muppets continuam sendo personagens carismáticos e com um humor tão doce que encanta, mas a sensação de repetição faz a continuação ficar cansativa.

Muppets-2-3O compositor Bret McKenzie também retorna, porém sem a mesma criatividade em suas canções, a sequência tem boas músicas, mas nenhuma que realmente ficará marcada como aconteceu no longa anterior, como por exemplo a já clássica “Man Or Muppet”. No filme anterior Jason Segel e Amy Adams tiveram papel essencial na história e provaram a importância do necessário equilíbrio entre humanos e os fantoches; os novos protagonistas humanos Ricky Gervais como Badguy e Tina Fey como a diretora russa do presídio onde está Kermit, estão bem em seus papéis e até com alguns momentos engraçados, mas pouco para o que se espera destes dois respeitados comediantes. São os coadjuvantes humanos que chamam mais atenção, o já citado Ty Burrell, como também o trio de prisioneiros formado por Danny Trejo, Ray Liotta e Jermaine Clement e outras participações especiais, como uma curta e muito engraçada de Tom Hiddleston (o Loki de Thor).

Se os humanos não correspondem o esperado, os fantoches ainda esbanjam carisma mesmo em uma história centrada, até demais, no fofo casal Kermit (que para uma geração será para sempre o Caco) e Peggy; falta a narrativa aquela sensação de união dos fantoches que o primeiro filme tinha, desta maneira outros clássicos personagens, como Gonzo, tem pouco espaço. Quem acaba sendo propositalmente o herói é o ainda instável Walter que tem a função de ser o fantoche da nova geração, já que os mais jovens conheceram os Muppets somente a partir do longa anterior.

MUPPETS MOST WANTEDLogo na sua cena de abertura os Muppets cantam de forma irônica sobre a ideia de fazer uma sequência ressaltando que as continuações nunca são tão boas; acreditando ao máximo nesta ideia Muppets 2 – Procurados e Amados faz preguiçosamente uma cópia do filme anterior acrescentando novos elementos que pouco servem para explicar o real motivo da existência desta sequência; um questionamento que o próprio roteiro brinca dizendo que para fazer uma continuação é necessário ter uma história, o que não acontece em Os Muppets 2.

dois_e_meio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s