Deixe um comentário

Hawaii Five-0 – Quarta temporada

HAWAII FIVE-0Séries que usam o estilo de narrativa de casos semanais sempre convivem com o risco de que em algum momento de sua jornada vão começar a ficar repetitiva e consequentemente necessitará de elementos que tragam novidades para a narrativa. Hawaii Five-0 conviveu com este problema durante toda sua quarta temporada que diferente das anteriores ficou excessivamente centrada nos casos semanais faltando um enredo principal e que fosse narrado ao longo dos seus 22 episódios.

Talvez esta falta de um enredo principal tenha sido algo proposital para tirar a trama do seu padrão, e que não teve o resultado esperado; senti muita falta de um grande vilão nesta temporada, Wo Fat praticamente aparece no começo e fim da temporada, algo parecido aconteceu com Ian, o jovem vilão interpretado de forma correta por Nick Jonas e que teve duas ótimas participações, mas muito pouco para o que se espera de um antagonista e que foi precocemente eliminado da história.

Steve e Danno ficaram separados demais nesta temporada, senti falta de ver esta dupla mais em ação; Danno ficou boa parte da temporada simplesmente em segundo plano. A dupla teve o seu maior espaço no dramático episódio em que ficaram presos nos escombros de um prédio que explodiu em cima deles, momento onde aconteceu uma declaração de amor entre Steve e Dany. Um artifício bastante usado foi separar a dupla e colocá-los em enredos familiares; Danno viu sua pequena Grace acrescer e já percebe que logo vai entrar na temida adolescência. Conhecemos os pais de Danny que quase se separaram e foi preciso o próprio Danno se meter no relacionamento deles para úni-los novamente. No amor Danno também passou por momentos complicados, viu seu romance com Gabby ser interrompido pela distância entre eles, mas logo começou um novo relacionamento com Amber. Este namoro com Amber pode dar muito certo, apesar da diferença de idades entre eles, e espero que Danno se dedique a ficar mais tempo com Amber.

Já o enredo familiar de Steve foi com Mary e sua nova filha, a estreia da engraçada tia Deb, além dos dramas envolvendo Doris. A mãe de Steve contínua sendo o maior problema de sua vida, inicialmente acreditou até que Wo Fat fosse seu irmão; por causa dos segredos de Doris quase morreu ao lado de Danno na explosão. Pelo menos desvendou que Doris matou a mãe de Wo Fat durante uma missão secreta na qual na verdade deveria assassinar o pai do vilão, este misterioso homem que contínua vivo. A ligação de Wo Fat e Doris foi praticamente esquecida até o final da temporada quando o vilão fugiu da cadeia e por algum motivo estranho ajudou a salvar a filha de Lou, prometendo que em breve se reencontrará com Steve. Talvez Wo Fat tenha uma ligação e dívida com a mãe de Steve por isso o ajudou ao matar o Ian e talvez queria se reencontrar com Steve para revelar toda a verdade.

Um personagem estreante chegou com tudo e veio para ficar, Lou Grover (Chi McBride show de atuação!), o capitão da SWAT que foi a maior surpresa desta temporada. Grover começou com pequenas participações e foi crescendo até formar uma inesperada dupla com Steve com que no começo teve uma péssima relação, tanto que os momentos mais engraçados da temporada vieram desta dupla. Steve e Lu quase formaram uma dupla tão boa e especial como Steve e Danno, que deveria ficar com ciúmes de como Lou está literalmente roubando seu espaço. O personagem foi muito bem encaixado ao longo dos episódios para conhecermos mais sobre o passado dele, sua relação com sua filha até a conclusão da temporada quando Lou Grover foi mandando embora da CIA e convidado por todos para entrar na equipe Five-0.

A introdução de Lou na equipe foi uma sacada inteligente pelas qualidades do personagem e pela rápida química criada entre ele e Steve, mas por outro lado é um pouco preocupante pensar como vai funcionar daqui em diante a dinâmica da história, principalmente no que se refere ao espaço com os outros membros da equipe. Neste ponto entra a minha segunda crítica a temporada que foi o excesso de personagens.

Tanto que o próprio Danno nesta temporada foi mais uma vítima do excesso de personagens da série, talvez o maior erro deste ano. Não foi somente Danno que foi prejudicado, Cat, Kono e como sempre sobrou muito para Chin cada vez mais uma personagem de terceiro escalão na trama. Sempre acreditei que Kono e Chin são os maiores injustiçados de Hawaii Five-0 parece que os roteiristas não confiam nos personagens e preferem até trazer novos integrantes para a trama do que dar mais espaço para os dois.

Kono ficou sumida na primeira parte da temporada por causa do romance e fuga pela vida com Adam; o que foi uma desculpa para que a atriz Grace Park se afastasse da trama porque estava grávida. Kono deixou Adam em um local protegido, depois o mesmo a pediu em noivado, e voltou para a ilha, mas praticamente não fez nada desde o seu retorno, totalmente apagada. O maior exemplo do quanto Chin é querido pelos fãs da série foi que o público voltou em uma história estrelada por ele no episódio especial que foi montado totalmente através da votação dos telespectadores pelo site da CBS. Este episódio também mostrou mais do novo e ótimo personagem Jerry interpretado muito bem por Jorge Garcia que refez a parceria de Lost com Daniel Dae Kim. Jerry foi uma mistura de Kamekona e Max, mas com um espaço muito maior e potencial para torna-se um ótimo alívio cômico, com seu jeito atrapalhado e gentil, além de suas teorias de conspiração.

Neste excesso de personagens quem também saiu muito prejudicada foi Cat interpretada por Michelle Borth que finalmente tinha sido confirmada no elenco regular da série, mas logo fez sua despedida da história. Com a saída temporária de Kono, Cat teve um pouco mais de espaço no início da temporada com direito até uma história particular com a morte de Billy, mas logo foi sumindo e sendo esquecida completamente até a sua desastrosa despedida; que pelo menos foi de uma maneira que deixa aberta a possibilidade para um eventual retorno.

Iniciei nesta temporada uma nova política de desapego com séries que não tenho mais prazer em acompanhar e que na minha visão não vão evoluir mais, algo extremamente importante para uma produção do gênero. Gosto muito do elenco de Hawaii Five-0, mas a série neste quarto ano decepcionou bastante e não prevejo uma grande mudança no futuro, por isso simplesmente irei parar de acompanhar a série.

dois_e_meio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s