Deixe um comentário

The Crazy Ones – 1×20 – Love Sucks

The Crazy Ones - Episode 1.20 - Love Sucks - Promotional Photos (4)Muito antes de ser um astro do cinema Robin Williams estrelou a adorável sitcom Mork & Mindy (1978-1982), na qual interpretava uma alienígena que se apaixonava por uma humana interpretada por Pam Dawber. Este casal que marcou sua história no mundo dos seriados teve um encontro, bem curto, nesta semana em The Crazy Ones.

Simon estava no máximo de sua empolgação com sua nova namorada Lily (Dawber), autora de um livro sobre superação, o qual quase ninguém na agência não leu por diferentes razões, a principal por ser uma obra de 800 páginas sobre uma mulher superando seu divórcio! Esse diálogo inicial foi ótimo com Sydney explicando que não conseguia se concentrar até superar seu alcoolismo, Lauren também não leu e Zach também, afinal ele não consegue nem se concentrar para ler as informações da caixa de um lanche do McDonald’s, jura?! Claro que o único que leu e amou foi Andrew que sempre revela um lado forte feminino.

Simon acreditava bastante no futuro deste relacionamento até se deparar com um gigante chorão no meio do seu escritório, o qual Sydney literalmente esbarrou e caiu no chão com tudo, Gordon! Este personagem que até então tinha tido participações razoáveis desta vez estava ótimo, Gordon vivia uma crise com seu marido Timothy que estava cansado dele ser tão certinho e nada espontâneo. Este enredo rendeu muito mais do que esperava com Simon tentando fazer, sem muito sucesso, Gordon ser espontâneo, algo que ele não tinha habilidade alguma para ser, Simon fez tudo isso para tirar o gigante da sua casa antes do seu próximo encontro com Lily.

Andrew é um bom rapaz e nunca deixaria as chaves de uma pessoa largada no chão, Zach tentou avisar que ao pegar o objeto mudaria o tempo contínuo assim como em De Volta Para o Futuro, uma comparação bem exagerada, mas engraçada. Andrew não ouviu o conselho e desta maneira também teve o seu próprio carrapato grudado nele, no seu caso Jean, uma funcionária da agência que que mesmo depois de pegar a chave de volta não desgrudava de Andrew! A única maneira de se livrar de um carrapato é encontrando um novo hospedeiro, no caso para uma aguentar uma pessoa maluca é preciso outra pessoa ainda mais e que também seja hipocondríaca como Sydney! Boas risadas com a rainha do drama Sydney que transformou o seu tornozelo levemente torcido, depois de tropeçar em Gordon, em algo sério quase como se fosse perder a perna; Zach, Lauren e Andrew não esperavam que Sydney acabasse se dando tão bem com Jean que conquistou Sydney com sua mania de ser atenciosa demais e dar corda para a mania de doenças de Sydney.

Quem acabou roubando toda atenção neste episódio foi a versão paraguaia do Google Glass que foi usado nas melhoras piadas deste episódio; Gordon o usando para tentar ser mais sociável e claro a divertida conversa de Simon com Sydney e o intruso do Gordon que grudou no rosto de Sydney para tentar se meter no diálogo, o que trouxe uma situação bastante desconfortável para Sydney com o gigante perto demais dela. Quem também se destacou foi o mágico David Copperfield que entrou na onda dos exageros desta série e teve duas cenas divertidas.

Quem assistiu o episódio, como eu, esperando ver um longo reencontro entre Williams e Drawber, ficou bastante decepcionado e teve que se contentar com uma história que foi muito mais sobre o relacionamento de Gordon e Timothy. Simon não é normal, todo mundo já percebeu isso, mas foi demais desistir de seu próprio relacionamento porque Gordon e Timothy terminaram, afinal os dois nunca foram um casal exemplar. Depois de muitas discussões, o casal fez as pazes ao som de “Wrecking Ball”, de Miley Cyrus, cantada pelo trio em uma cena bastante bizarra. Lily fez um favor a si mesmo ao dispensar Simon depois que o maluco voltou a acreditar em relacionamentos quando viu Gordon e Timothy juntos novamente, pelo menos este último diálogo teve algumas referências aos seus personagens em Mork & Mindy.

Semana que vem The Crazy Ones terá seu final de temporada com um episódio duplo e que provavelmente vão terminar a história da série que ainda não foi renovada.

Erros de gravação:

Todo mundo dançando mambo e Brad Garrett diferentemente de seu personagem soube ser espontâneo com ótimas tiradas.

tres

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s