Deixe um comentário

Chicago Fire – 2×18 – Until Your Feet Leave the Ground

Captura de tela 2014-04-09 às 14.18.33Relacionamentos são complicados, ainda mais na fase inicial, a crise de Casey e Dawson estavam vivendo nunca foi algo muito sério, apenas duas pessoas que sempre se gostaram muito e quando finalmente ficaram juntos perceberam que um namoro não é um mar de rosas.

Casey e Dawson passaram por coisas muito sérias nos últimos meses, o bombeiro quase morreu e descobriu ter um problema sério de saúde; Dawson percebeu que ser paramédica não era o bastante e queria algo mais, mas viu seu sonho de ser bombeira ruir rapidamente; não teria como todos estes problemas pessoais não interferirem no relacionamento. Fato é que os dois também não se ajudaram, Casey nunca gostou da ideia de Dawson ser bombeira e a paramédica também ficou enrolando ele com a história do novo apartamento.

Dawson queria apenas um tempo para pensar e se divertir com Shay, que nunca esqueceria o álcool, em uma casa em um lugar isolado e frio (vai entender os americanos!), mas as duas parecem ter um imã para emergências mesmo quando estão de folga! A briga do casal que era dono do lugar onde estavam hospedadas estava realmente bem engraçada e por pouco não terminou em tragédia, a vítima teve sorte de ter ao seu lado Shay e Dawson, duas ninjas da medicina que com poucos artifícios salvaram a vida do homem; observando como o casal brigou e depois fez as pazes Dawson percebeu que não queria perder tempo com brigas idiotas, mas aproveitar o máximo seu tempo com Casey. O bombeiro teve uma experiência relativamente parecida ao ver o menino disposto a tirar sua vida, até cair na real do que estava fazendo, porque tinha levado um fora; duas visões diferentes sobre relacionamentos que ajudaram Dawson e Casey a não desistirem  do sonho de ficarem juntos.

Quem salvou o menino da tentativa frustrada de suicídio na realidade foi Severide que lidou com este e outro complexo caso do homem que ficou preso entre os dois prédios, que aflição que fiquei desta história e do medo da vítima não sobreviver, o que não aconteceu graças a Severide e Mills. Severide também teve uma parte importante nas pazes de Casey e Dawson, provando que até pode ser um conselheiro amoroso, não um exemplar, mas muito melhor do que Mouch seria ao dar conselhos sobre malhação! Estava realmente estranho o comportamento depressivo de Bloom apenas por causa de uma lesão nas costas, o bombeiro esqueceu de contar o “pequeno” detalhe que machucou suas costas em um histórico incêndio que terminou com dez colegas bombeiros mortos; uma experiência traumatizante e difícil de superar. Severide teve que tirar Bloom da cadeia, de Chicago PD é claro, depois de ser pego bêbado e com remédios; ri demais com o susto que Severide levou ao acreditar que teria que sair em um encontro com Platt, Severide não aguentaria todo o charme e potencial da sargento, sem contar que Erin não iria gostar nada desta história. Depois de tanto trabalho seria injusto Bloom não aparecer na clínica, está bom que foi para reabilitação bêbado, mas que tenha sido sua última cerveja e que se recupere com ajuda de Severide que não vai desistir até vê-lo bem novamente.

Um enredo bastante engraçado foi sobre as aventuras amorosas de Mouch, que depois de seguir os péssimos conselhos de Shay, o que era meio que óbvio que aconteceria, sério jaqueta de couro na foto do perfil? Tenha dó Mouch! O bombeiro teve ajuda de seus irmãos de esquadrão para prepará-lo para o encontro com uma mulher que conheceu no site de namoros. Impossível não rir com Cruz fingindo ser a mulher e Mouch mostrando porque estar solteiro, nunca vi uma pessoa tão sem talento para encontros! Por uma milagre do destino, a mulher gostou de Mouch e ele dela, tomara que o bombeiro gordinho tenha um pouco mais de sorte no amor.

Com Dawson e Casey fora, o pessimista do McAuley e o jovem bobo do Chout ocuparam suas vagas; um castigo bem dado para todos, principalmente Cruz e Otis, descobrir que apesar de ser um mala McAuley tem uma linda, até demais, esposa que apoia seu marido jogar poker e convidar strippers, resumindo a esposa perfeita! Uma pena que Hermann preferiu continuar sendo preconceituoso com McAuley e não foi jogar poker, também iria tomar um belo fora ao ver a esposa do paramédico. Hermann ficou cuidado do Mollys, porque alguém precisa fazer isso, e acabou sendo a última pessoa a conversar com Rebecca Jones.

A recruta estava muito abalada por seu pai tirar dela a única coisa que sempre quis na vida que era ser bombeira; Boden e principalmente Casey tentaram ajudá-la, mas o mala do pai dela estava irredutível em sua decisão. Tudo ficou mais claro com a explicação de que Jones estava no acidente que matou a sua mãe, por um lado para seu pai Jones era a tanto a única lembrança de sua mãe, como também da morte dela; por ter quase a perdido uma vez, não queria que isso acontecesse novamente, um temor que aumentaria se ela continuasse como bombeira. Hermann que não gostou inicialmente da entrada de Jones, e de qualquer mulher como bombeira, teve um comportamento exemplar ao tentar ajudá-la a se levantar e não desistir, mas já era tarde demais.

Jones estava cansada de lutar contra seu pai, além de talvez um sentimento de culpa pela morte de sua mãe, sabia que nunca iria conseguir convencer seu pai a mudar de ideia, e entre não fazer o que mais amava e ter uma vida infeliz, preferiu cometer suicídio. Um choque como essa história terminou, esperava que Jones, ao lado dos seus parceiros de batalhão, lutasse mais pelo seu sonho, mas Jones estava cansada e preferiu tirar sua vida. Além da notícia bombástica do suicídio de Jones, o episódio deixou uma enorme curiosidade para saber o que Jones qqueria tanto contar para Dawson, chegando a ponto de deixar um bilhete para a paramédica antes de se matar! Uma tragédia que vai abalar o Batalhão 51, cada um viverá um pouco o peso desta perda que foi um desperdício de um talento como Jones, que teve uma pequena, mas marcante participação em Chicago Fire.

quatro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s