Deixe um comentário

Being Human – 4×13 – There Goes the Neighborhood: Part 3 (Series Finale)

S04E13-There-Goes-the-Neighborhood-Part-3-being-human-us-36875977-4378-2722Being Human entregou em seu último episódio um presente para os fãs que acompanharam a série e que tiveram o prazer de se despedir de forma muito emocionante destes personagens. O que Aidan, Sally, Josh e Nora sempre buscaram foi uma maneira de achar sua humanidade, mas não por causa de serem monstros, mas por não terem encontrado dentro de si aquela paz interna que te faz se sentir uma pessoa parte de algo maior que é a existência humana. Cada personagem nesta despedida encontrou de alguma maneira um motivo para se sentir humano de verdade.

A jornada de Sally (fofa e inesquecível Meaghan Rath) teve altos e baixos, no fundo tudo que fez de certo e errado sempre foi porque tentou ajudar os outros, sua história precisava terminar com um último sacrifício, dando a sua existência em troca para que Aidan encontrasse aquilo que sempre buscou, a sua humanidade. Sally estava cansada de ver Aidan ficar entre ser uma boa pessoa e um monstro, deu para Aidan, mesmo que por dias, a chance de encontrar a sua bondade; talvez dentro de si Sally sempre soube que um diria iriam se reencontrar. Do quarteto o que teve a vida mais dura foi sempre Aidan que batalhou por 200 anos em busca de ser uma pessoa comum, a luta que viveu durante todos estes anos com seu lado lado vampiro o transformou em uma pessoa triste e amargurada, teve muito mais derrotas do que vitória, a maior delas foi conhecer estes três amigos. Uma ideia brilhante dar para Aidan na sua despedida a sua sonhada humanidade, foi bonito ver Aidan se sentindo depois de tantos anos uma pessoa comum, com muita fome, frio e querendo viver de verdade e sentir o prazer das mínimas coisas, Aidan precisou voltar a ser mortal para ver o quanto a vida pode ser bonita.

O intérprete de Aidan, Sam Witwer, sempre foi o melhor do elenco e continuou assim até o fina,l fazendo uma atuação perfeita em um episódio que foi bastante exigido e passando por diferentes emoções. Filosoficamente os 200 anos que Aidan roubou voltaram de uma vez tirando sua saúde e lhe dando pouco tempo para curtir essa sua tão desejada humanidade. No instante que Aidan sentiu o peso da mortalidade foi quando tornou-se humano de verdade, ter medo de morrer é um dos sentimentos mais naturais do ser humano, pensou até em voltar a ser um vampiro pelo seu eterno medo do que o aguardava após o término de sua vida, quis o destino dar uma reviravolta e uma segunda chance para ele.  A amizade de Aidan e Josh sempre foi um amor lindo e sincero, onde um ajudou ao outro a superarem seus medos e juntos tiveram forças para enfrentarem seus monstros; o abraço que Josh deu em Aidan foi de tirar muitas lágrimas; Josh o abraçou e do fundo do coração mostrou para Aidan que temer a morte era a prova de sua humanidade. Quem diria que uma relação turbulenta como foi a de Nora e Aidan terminaria desta maneira com um amando o outro, Nora abalada por perceber que seu amigo iria deixar sua vida.

Josh e Nora este casal tão polêmico e que dividiu tanto a opinião dos fãs, mesmo não gostando da personagem e dela ficar com Josh, o final do casal também foi correto; Josh desde o primeiro episódio tinha um desafio que foi aprender a conviver com seu lado lobisomem e domar esta fera dentro de si, em busca de uma auto confiança que não tinha antes mesmo de virar lobisomem e que encontrou em Nora; o relacionamento com a sua loira lobisomem o fez ter um motivo para ser forte e confiar em si mesmo para poder ficar com a pessoa que ama e ter uma vida ridícula e comum, com um filho, o qual ficou sabendo depois de uma fora de Aidan.

Como Sally, Aidan também precisava fazer um último sacrifício para encontrar sua redenção, poeticamente morreu no mesmo lugar que Sally dando suas últimas horas de vida para exterminar com a vida de Ramona e com a casa que moraram por estes quatro anos. A casa foi inicialmente o símbolo da busca por humanidade deles, um lugar estável onde poderiam tentar ter vidas normais e que acabou tornando-se com o tempo um lugar de péssimas lembranças; a humanidade que tanto buscavam estava não na casa, mas no amor da relação deles e para fechar este círculo o local precisava ser destruído e consequentemente exterminando Ramona. Aidan estava pronto para viver pela eternidade como fantasma e foi surpreendido ao ver a sua tão sonhada porta; Aidan merecia a porta por tudo que passou nestes 200 anos de vida e foi pelo amor que sentiu nestes últimos anos por seus amigos e por Sally que recebeu o direito de ter essa paz eterna. Pode parecer clichê, mas o amor de Aidan e Sally deveria ter acontecido até antes, os dois foram feitos para ficarem juntos e depois de tantas decepções e tristezas merecem essa redenção e aproveitarem a eternidade juntos.

Como afirmou Josh, Aidan e Sally estão juntos em alguma nuvem visitando seus eternos amigos em seus sonhos e neles relembrando os momentos felizes que passaram juntos; Being Human terminou de forma belíssima com Josh e Sally felizes tendo a vida comum que tanto queriam com duas belas crianças chamadas carinhosamente de Aidan e Sally; uma linda partida que lembrou a real beleza de ser humano.

quatro_e_meio

Sobre a série….

Being Human teve muitos altos e baixos começou a cair da metade da segunda temporada; não conseguindo se igualar em qualidade com a versão britânica e original da série. Mesmo não sendo uma série perfeita, Being Human conseguiu contar uma bela história e criou uma inesquecível ligação entre os fãs da série e Aidan, Sally, Josh e Nora; foi uma bela jornada que teve um final merecidamente feliz.

Nota para a série completa:

tres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s