2 Comentários

Agents of SHIELD – 1×16 – Turn, Turn, Turn

Agents_of_SHIELD_Turn,_Turn,_Turn_08

Este texto contém muitos spoilers sobre Captião América – O Soldado Invernal!!!!

Depois de ter terminado de assistir Capitão América –  O Soldado Invernal a segunda ideia que passou na minha cabeça (a primeira comentarei na crítica do filme na sexta) foi que a série Agents of SHIELD ganhou um novo sentindo e objetivo para o Universo Marvel.

Foram 16 episódios até chegar a este momento divisor, onde a série muitas vezes tratada, erroneamente, como adolescente e leve demais, irá amadurer e a partir de agora será uma história muita sombria e tudo começa com a  reviravolta que aconteceu com Capitão América – O Soldado Invernal…porque….tchau SHIELD e saindo das sombras Hail Hydra!!! A descoberta da Hydra estar no comando da SHIELD há décadas criou uma situação bastante tensa em que ninguém é realmente confiável dentro da agência; Tudo indicava que Hand era mesmo a líder da Hydra na SHIELD no The Hub e que queria prender Coulson para ter um maior controle sobre ele e sua equipe, o ataque contra Garrett, cena sensacional de ação, dava todos indícios para isso.

Por causa disso Coulson ficou o máximo possível paranoico tentando descobrir em que podia confiar e desta maneira escolheu as piores possíveis para ficar do seu lado. Coulson custava acreditar que a sua, até então, amiga May estava ao seu lado e que só queria apenas protegê-lo; o diálogo onde May tirou sua máscara e assumiu toda a verdade foi a primeira vez que foi possível ver um lado mais humano e sensível da personagem. A revelação de May tem muita lógica; Fury era o único que sabia o que aconteceu com Coulson de verdade e precisava encontrar uma maneira de vigiá-lo em caso do sangue do alienígena causar nele algum efeito colateral, dando a ideia de que Coulson estava no controle de sua equipe quando na verdade foi formada por May.

A agente escolheu um time de pessoas que em caso de Coulson ter alguma reação inesperada poderia encontrar uma maneira de ajudá-lo; Fitz e Simmons como os nerds que sabiam tudo sobre ciência, a própria May e Ward poderiam controlá-lo fisicamente, o único nome fora desta equação era Skye, que acabou sendo a única pessoa que Coulson realmente escolheu para a equipe; por isso que May tinha essa desconfiança tão grande e medo do que poderia acontecer com ela quando Coulson teve a ideia de usar o mesmo processo que fizeram com ele para salvar a vida da recruta. A atriz Ming Na deu um show de atuação na cena que expressou o quanto Coulson era importante para ela e que queria apenas protege-lo, mas uma quebra de confiança aconteceu e Coulson se sentiu enganado e vai demorar para voltar a confiar nela.

Simmons precisa aprender a controlar e muito a sua curiosidade, sua ansiedade para estudar o sangue de Skye quase a colocou em perigo ficando exatamente no Hub na pior hora possível; em vários momentos desconfiei de que Triplett era um agente da Hydra e que essa aproximação com Simmons era proposital, o que teria total sentido. Hand com sua postura séria e mandona tambémdava todos os sinais de que era uma integrante da Hydra, ainda quando tentou alistar Simmons e Triplett, mas na verdade era uma das poucas a agentes reais da SHIELD. Em uma história similar a com a do próprio Nick Fury em Capitão América – O Soldado Invernal, Hand foi enganada a acreditar que Coulson estava do lado do inimigo; , já que Coulson com seu comportamento impulsivo dava a crer que agia diferente do resto dos agentes da SHIELD.

Com Nick Fury morto (ou não?), Coulson precisava encontrar uma maneira de proteger seus aliados, tentar tirar a Hydra do controle do Hub e evitar que o inimigo pegasse os preciosos objetos que tinha dentro do seu avião, que ficou bastante destruído no ataque da própria Hand. Coulson estava tão preocupado com isso que nem percebeu que o seu maior aliado era o seu inimigo, Garrett! Essa eu realmente não esperava, semana passada elogiei bastante Garrett e no episódio seguinte é reveldo que ele é um dos agentes da Hydra; Garrett passou de cara bacana para vilão em questão de segundos, decidido friamente a matar Coulson e May, deixando apenas Fitz vivo porque seus conhecimentos seriam de bom uso para a organização. Infelizmente o personagem mais fraco da série sempre foi Fitz, por isso foi bom vê-lo tendo um pouco mais de importância na trama; o nerd mostrou todo seu amor pela SHIELD e pelos seus amigos chorando ao ver que o fim estava próximo e também revelou dentro de sua covardia uma certa coragem, mesmo escondido debaixo da mesa ajudou Coulson e May, cada vez mais ninja, e salvou a vida de ambos.

Ward pareceu excessivamente estranho neste episódio, com um comportamento muito diferente do seu padrão, mostrando emoções demais como ao interrogar May e revelando seus sentimentos por Skye. Essa foi uma cena emblemática com o agente contando que gostava de Skye e como queira apenas protegê-la, a novata acreditou em suas palavras e até lhe deu um beijo de despedida. Outro detalhe importante é que Skye confiou em Ward não só seu coração, mas também o hard driver com todas as informações das missões da equipe, entregando assim tudo que tinha conseguido para o inimigo! Não foi um bom dia para Skye estava tão contente por ter uma chance de fazer o bem sendo uma agente da SHIELD para descobrir que tudo era uma grande mentira e que a Hydra estava no controle; decepção maior será quando descobrir a verdade sobre Ward.

Quando Ward pediu para ser o responsável por levar Garrett para cadeia esperava que quisesse dar para o seu instrutor o mesmo destino que deu para o Clarividente, um grande engano, já que seu intuito era não só libertar Garrett como matar Hand, coitada da agente que morreu por confiar na pessoa errada! Ward também estar do lado do mal foi um choque daquele tipo que é difícil de acreditar, mas isso ajudou a explicar melhor a razão de ter matado o Clarividente, não para proteger Skye, mas a Hydra!  Ward foi treinado pelo próprio Garrett que o deve ter lavado para o lado da Hydra e o escolheu como um dos seus protegidos, a chamada dele para trabalhar com Coulson caiu como uma luva, já que o Clarividente sempre quis saber como Coulson foi ressuscitado. Não acredito que o agente falastrão Garrett seja o Clarividente, este inimigo oculto deve ter um papel importante dentro da Hydra e está ao redor de todos sem ninguém saber, esperando a hora certa de se revelar, deve ser alguém com um papel importante dentro da história e com certeza deve ser guardado para uma futura revelação bombástica na trama.

O olhar final de Ward deixa no ar que talvez o agente esteja em dúvida sobre qual lado escolher, foi treinado acreditar que a Hydra está certa, mas talvez este tempo que passou com o Coulson e seus sentimentos sinceros por Skye o faça repensar sobre o que fazer daqui em diante. Difícil prever se Ward vai mudar de lado de novo ou até não acabe morto pela própria Skye quando descobrir essa traição, até isso acontecer Ward será um agente infiltrado na equipe de Coulson. Esta revelação é um passo importante para essa mudança de tom de Agents of SHIELD, Coulson e todos acreditam que podem confiar em Ward e não desconfiam de que o agente duplo na equipe seja ele, mas será que Ward é realmente o vilão?

A era da SHIELD acabou, a Hydra teve uma grande derrota pelas mãos do Capitão América, mas a organização tomou conta de importantes bases em diferentes lugares do mundo, talvez Coulson e sua equipe tentem recuperar essas bases, mas antes de qualquer coisa precisam sobreviver. Coulson é um dos poucos agentes do alto escalão da antiga SHIELD que não trocou de lado, assumindo assim uma imensa responsabilidade; Coulson literalmente deu sua vida para a agência que acreditava existir, ódio que está sentindo será sua força para destruir a Hydra.

O logo da Hydra no lugar da SHIELD confirma que não existem mais os Agents of SHIELD, mas sim os agentes de Coulson e todos aqueles que acreditam nos valores reais do bem para proteger o mundo contra aqueles que querem só impor o caos! Um episódio que consolida a série e que a leva para uma nova e muito empolgante fase!

cinco
Anúncios

2 comentários em “Agents of SHIELD – 1×16 – Turn, Turn, Turn

  1. Só digo uma coisa: ÓDIO DO WARD! rsrsrsr
    Ótima review Caio!

  2. Ainda tenho esperança dele estar como espião infiltrado na hydra e não o contrário….sniff…sniff…ou ele deve ter sido abduzido….kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s