3 Comentários

Série Nova: Surviving Jack – 1×01 – Pilot

surviving-jack-s1-artwork-636-380 Nesta temporada muitas sitcoms seguiram o estilo de apresentar histórias narradas por um personagem adulto contando sobre sua infância, foi assim com The Goldberg e Growing Up Fisher e agora com Surviving Jack, que das três parece ser a melhor.

A nova série de comédia da Fox é produzida por Bill Lawrence, o mesmo das sensacionais Scrubs e Cougar Town, sendo baseada no livro I Suck at Girls, obra autobiográfica de Justin Halpern, o mesmo autor de Sh*t My Dad Says, que também virou série, mas foi logo cancelada. Surviving Jack obviamente tem uma semelhança com Sh*t My Dad Says por ter o mesmo personagem como base para ambas as séries, o pai de Justin. Surviving Jack segue também o mesmo estilo de humor de Sh*t My Dad Says, com a diferença que agora tem um tom mais jovem por causa do personagem filho estar na adolescência. Por ser ambientada nos anos 90 não faltam piadas em referência a década que ainda Seinfield estava no ar e que os adolescentes não tinham a internet para “aliviar” seus hormônios.

Ambientada na década de 90 a série é narrada por Frankie (Kevin Rahm na narração e Connor Buckley quando jovem); um adolescente que se sente desconfortável o tempo todo e que precisa lidar com o jeito grosseiro de seu pai Jack. O personagem principal é Jack (Christopher Meloni, de Law & Order: SVU), um ex-militar e oncologista extremamente sério e que fala o que pensa; quando sua esposa Joanne (Rachel Harris, de Suits), decide fazer uma faculdade de Direito; Jack assume então o papel principal de educador de seu filho Jack e sua também irmã adolescente Rachel (Claudia Lee, de Hart of Dixiei), mesmo não tendo paciência e talento algum para isso.

A minha maior surpresa no piloto foi com a atuação de Christopher Meloni que acostumado a papéis dramáticos e sérios, trouxe o estilo meio rabugento de alguns deles para este personagem que com seu jeito falastrão logo conquista pelo seu humor sarcástico. Meloni, apoiado a um bom texto, criou Jack de uma maneira que faz rir exatamente pela sua falta de travas na língua e seu jeito grosseirão; “Eu acho o que todo mundo fala idiota”; essa foi uma das várias pérolas que o personagem soltou. Boa parte do piloto girou em torno de Jack assumindo o papel de educador da casa e percebendo que não será essa tarefa fácil que imaginava; Jack planeja educar seus filhos através de um método atípico e pelo medo, como por exemplo mandar seu filho dar voltas no quarteirão às 3 horas da manhã, entre outras ideias totalmente absurdas.

Outra trama principal será sobre Frankie passando por situações típicas de um adolescente que se sente desconfortável o tempo todo; um personagem que funciona bem como escada para as piadas de Jack, que geralmente só piora a vida de seu filho. Frankie é o clássico adolescente que só faz besteiras e é alvo de bullying; seus dois melhores amigos são Mike (o nervoso) e George (o latino engraçadinho), dois personagens caricatos que pouco trouxeram para a trama. Connor Buckley também fez uma atuação correta para o que o exige seu papel, conseguindo passar bem a imagem do adolescente atrapalhado e que ainda se habitua as mudanças que seu corpo está passando; o enredo envolvendo as revistas pornográficas roubada dos mendigos foi hilário!

Um pouco em segundo plano ficou Joanne e Rachel, mãe e filha que tem uma relação bastante simpática neste primeiro momento; Joanne tenta recomeçar sua vida na faculdade de Direito tendo que equilibrar este sonho com sua vida familiar, tentando ensinar para Jack que educar é muito mais que brigar com seus filhos; Harris, uma atriz experiente no gênero, faz uma parceria interessante com Meloni. Rachel também segue o padrão de trama adolescente de Frankie, mas obviamente enfrentando os problemas que garotas desta idade vivem; como lidar com seu engraçado namorado Doug (Thomas Kesp, de iCarly), um bom moço que é apaixonado, até demais, por Rachel, um personagem secundário que rendeu boas risadas.

Algo que nunca gostei em séries familiares é o momento da lição de moral que geralmente diminui o ritmo e a graça da história; em Surviving Jack essa clássica parte do gênero ganha um estilo diferente por Jack ser um homem que não sabe expressar seus sentimentos de uma maneira que não seja agressiva; as lições que tenta passar para seus filhos tornam-se assim mais realistas e consequentemente engraçadas. Surviving Jack cumpriu bem sua obrigação de logo na estreia chamar atenção do público para continuar assistindo essa história que promete ficar ainda mais engraçada!

Vai dar certo?Audiência! Típica série de comédia que vai depender de seus números na audiência para garantir uma possível renovação. O piloto foi bem agradável e apresentou personagens promissores, mas vamos ver como a história irá evoluir.

Para quem gosta de…:  Sh*t My Dad Says, humor sarcástico, séries familiares.

O TV Cinema e Música irá acompanhar? Sim, este ano tirando The Crazy Ones nenhuma comédia novata conquistou este escritor, já Surviving Jack teve um episódio piloto divertido e por isso vou dar uma chance para a série.

tres

 

Anúncios

3 comentários em “Série Nova: Surviving Jack – 1×01 – Pilot

  1. Gostei do primeiro episódio, Jack e o fllho foram muito bem, mas os personagens secundários não me parecem muito promissores o que é fatal para a longevidade da série.

    • Concordo com você Rafael, o segundo episódio explora melhora a mãe a e a filha, depois que assistir seja bem-vindo a comentar no texto falando do segundo episódio.

  2. Olá! Vcs saberiam me dizer onde consigo assistir?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s