Deixe um comentário

Continuum – 3×02 – Minute Man

minutemContinuum 2.0! Essa é a melhor maneira de definir essa nova e ótima versão atualizada da série que ganhou uma história muito mais profunda, os personagens amadureceram e até uma nova, decente e sensacional apresentação!

Causa e consequência, este é o tema inicial desta terceira temporada; a decisão de Alec de voltar ao passado para salvar Emily terá um preço alto para todos, criando assim uma nova e muito mais sombria linha do tempo; todos os personagens foram afetados e mudaram por causa desta decisão impensada de Alec e o futuro pode ser bem mais triste do que seria na realidade antiga. Este tema está ligado a como desde muito jovem Kiera teve noção das decisões que você precisa tomar para o bem daqueles que ama; o flashback ou flashforward mostrou como Kiera para salvar sua família entrou na polícia. A jovem, com um cabelo bizarro, Kiera mentiu sobre seu desejo de entrar para o exército, não queria isso e somente aceitou este fardo para evitar que sua mãe e toda família fossem presas; nem que isso custasse a sua própria liberdade como também destruir a relação com sua irmã mais nova.

O Alec do futuro está aprendendo esta mesma lição e já tem noção de que nesta realidade talvez seja ele que tenha que desaparecer. O reencontro dele com Kiera foi muito tenso, a viajante do tempo  nunca mais irá confiar nesta versão de Alec e deseja apenas que mostre que ainda pode ser útil ao ajudá-la a descobrir quem matou sua versão do passado; a morte da Kiera desta realidade talvez seja o principal mistério desta temporada, inicialmente meus maiores suspeitos são a própria Emily e principalmente Kellog. Não sei se Kellog é tão inteligente a ponto de juntar os pontos e descobrir sozinho da existência dos dois Alec, talvez já sabia disso exatamente quando matou a outra Kiera. Kellog deixa nesta realidade o papel de aliado e torna-se inimigo; ao matar Escher comprou uma briga que nem imaginava com ambos os Alec, mas como não é idiota e temendo uma reação dos Alec forçou Emily a ser sua nova colaboradora; Emily queria tanto se livrar de Escher e ser livre, mas fez isso da maneira errada e agora está presa a Kellog, tendo que conviver com a culpa de ter sido a responsável pela morte do pai de Alec.

O Alec do futuro pensava que bastava Emily continuar viva para tudo dar certo entre eles, mas por causa disso existe no meio dos dois esta mentira sobre Escher, algo que pode destruir a relação e fazer com Alec se arrependa de tudo que fez, o que é bem merecido! Fiquei com um pouco de pena do Alec do passado que ainda tem chance de continuar a ser uma boa pessoa, mas ainda sofrerá muito com as próximas descobertas, como na engraçada cena de Jason contando pela segunda vez que é filho de Alec, que ficou sem reação ao descobrir a verdade. O Alec do passado é a peça fundamental para Kiera ter ainda alguma chance de voltar ao seu futuro, se é que ele ainda existe, por isso Kiera precisa lutar para que este Alec não se torne igual a sua versão do futuro, o que pode acontecer inevitavelmente.

Não sei por quanto tempo será possível os dois Alec existirem na mesma realidade, Kiera soube lidar bem com essa situação, mas é algo que tem um prazo para acabar. A escolha de Kiera sobre qual Alec deve continuar vivo  está praticamente dada, o próprio Alec do futuro sabe que sua versão do passado é uma pessoa melhor que ele; parece fácil, mas na hora de colocar em prática não sei se Kiera, por mais magoada que esteja com o Alec do futuro, tenha coragem de terminar com a vida dele. Antes de decidir qual Alec merece continuar vivo; Kiera precisa solucionar o mistério sobre quem matou a sua outra versão e muito mais que isso precisa parar a Liber8 que voltou a ativa mais forte do que nunca.

A Liber8 que por enquanto ainda não sabe o que está acontecendo com Kiera e Alec, a organização terrorista ficou mais perigosa com o retorno da parceria de Travis, Sonya e Garza; o trio não perdeu tempo e continuou com seu plano para destruir as corporações, mas agora com uma nova estratégia, não vão mais ir atrás do inimigo e sim trazê-lo para perto. Jim Martin fez uma aliança com o diabo ao aceitar a ajuda da Liber8, em seu desejo por poder não pensou nas consequências desta parceria; a versão da Liber8 desta realidade parece muito mais inteligente do que a anterior, o golpe para destruir a imagem de Martin foi direto e preciso, sabendo como provocá-lo a cometer um erro. Da mesma maneira que a Liber8 o colocou no poder o tirou de forma ainda mais brutal, destruindo sua imagem e assim Martin não teve opção se não tirar sua própria vida; a Liber8 conseguiu realizar um suicídio duplo com a carreira e vida do prefeito; com isso todo o caso montando por Randol e Carlos contra a Liber8 foi derrubado diante da perda de credibilidade de Martin.

O que gostei muito e espero que continue é o desenvolvimento de Carlos em toda essa história, o policial sente um enorme fardo por tudo que está acontecendo e por ser o único que sabe de toda a verdade, mas a morte da Kiera que o conhecia e o suicídio de Martin pode mudá-lo, o olhar frio dele no final do episódio pode ser o primeiro passo para uma fase mais sombria do policial.

Um episódio que foi ainda melhor que a ótima estreia desta temporada que como escrevi no começo trouxe mudanças que vão consolidar Continuum como uma das melhores séries sci-fi em exibição.

quatro_e_meio

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s