Deixe um comentário

Arrow – 2×17 – Birds of Prey

arrow-huntress-canary-birds-of-preyO retorno de Helena, a Caçadora, trouxe uma forte sensação de como o próprio Oliver mudou desde que a conheceu, passando de um homem assassino em busca de vingança para um herói de verdade. Se fosse o antigo Oliver não teria pensado duas vezes em matar a Caçadora, mas agora o Arqueiro sabe que algumas pessoas merecem uma segunda chance, o que tentou mostrar para Canário.

Apreciei como o episódio trouxe de uma forma natural as irmãs Sara e Laurel para o primeiro plano da história; seria muito mais fácil girar toda a trama em volta da relação de Oliver com Helena, mas foi um acerto inverter os papéis e colocá-lo quase em segundo plano. Curioso como as irmãs Quentin estão passando por situações inversas; Sara vive uma luta interna para sair das trevas e torna-se uma pessoa melhor, uma heroína, enquanto Laurel acaba não tendo opção se não abraçar o seu lado sombrio. Laurel está enfrentando fortemente o seu alcoolismo e ainda estava longe de estar preparada para voltar ao mundo real, mas não teria como negar o convite de Adam para voltar ao ser uma advogada; Adam não deveria ser somente demitido, mas também preso por ter armado este golpe de usar Laurel e Frank para pegar Helena, colocando a vida de muitas pessoas em risco, inclusive da própria Laurel!

Já Sara estava com raiva da postura branda de Oliver, com suas flechas para crianças, contra Helena, acreditando que estava preferindo proteger sua ex-namorada psicopata (Felicitiy perfeita!) do que proteger Laurel e a família dela. Sara colocou sua roupa de Canário (gata demais!) e usou o aparelho para mudar a sua voz para salvar sua irmã, não seguiu o conselho de Oliver e no primeiro confronto com a Caçadora quase morreu, sendo salva pelo próprio protagonista. Depois de tudo que passou nos últimos anos Sara criou um código moral no qual acredita que faz o que for preciso para obter êxito, não importando se é certo ou errado. O curto flashback da semana mostrou a ainda jovem Sara tendo que agir com este pensamento pela primeira vez ao aceitar trocar um dos fugitivos do navio por Oliver. Não acredito que mesmo precisando do homem para consertar o barco, Slade irá perder a oportunidade de torturar ainda mais Oliver, algo que está fazendo não só fisicamente, mas psicologicamente como ao fazer na pele dele a tatuagem igual a de Shado, tendo assim uma eterna lembrança da escolha que fez e que motivou a morte dela.

Sara se saiu muito bem quando teve que esconder sua verdadeira identidade de Laurel ao mesmo tempo que tentava evitar que sua irmã tivesse uma recaída; Sara precisava ouvir os elogios que Laurel fez sobre ela e como a própria Laurel queria provar que era forte como sua irmã; Sara também soube tirar de Laurel a força e a coragem que precisava para se reerguer de vez e encarar tanto o seu vício como o mundo real. Laurel retribuiu o bom conselho ao evitar que a Canário matasse Helena, uma irmã acabou a ajudando a outra a superarem seus erros do passado para terem um futuro melhor.

Apesar da ótima abordagem sobre as irmãs Quentin, o episódio deixou a desejar; a equipe criativa de Arrow já provou ser capaz de criar histórias melhores do que essa. O que prejudicou e muito o episódio foi a própria participação de Helena, a Caçadora, essa vingança contra o pai dela foi chata e sem novidades, sem contar que a ideia de pegar reféns para trocá-los pelo seu pai é um clichê barato. Assim como na sua passagem anterior a personagem foi prejudicada pela limitada atuação de Jessica De Gouw, não existe quase diferença na sua interpretação tanto quando está com o capuz da Caçadora como quando é Helena. Falando sobre a história da personagem, Helena sabia que já tinha entrado na escuridão e que não poderia sair mais dela, não seria a morte de seu pai que a faria feliz, mas a deixou ainda mais solitária agora sem seu noivo e sem seu pai; Oliver não desistirá de Helena e vai batalhar para que tenha uma segunda chance, não sei se a personagem tem potencial para ser uma heroína, talvez acabe somente piorando neste período que passará na cadeia.

A jornada que tanto Laurel como Sara passaram por este episódio terminou de forma bem diferente para cada uma; Laurel decidiu abraçar o seu novo lado sombrio e apesar de ser tecnicamente errado chantagear uma pessoa, fez o certo ao agir assim para conseguir seu emprego de volta, afinal depois de quase morrer pelo erro de Adam, o mínimo que merecia era uma chance de recomeçar. Laurel precisa usar este lado sombrio para ser mais mais forte e não acabar ficando igual a Helena. Sara teve uma noção melhor do que sua irmã sente por ela e também sobre si mesma, ao não matar Helena ficou mais distante de ser uma pessoa do mal e mais perto da heroína que está destinada a ser.

Algo que chamou bastante atenção neste episódio foi como as identidades secretas de Oliver e Sara estiveram perto de ser descobertas tanto por Quentin como por Laurel; como brincou Felicity é difícil de acompanhar quem sabe ou não sobre as identidades secretas dos heróis. Acredito que Quentin está mais perto de descobrir a verdade sobre o Arqueiro, teve a primeira pista ao ligar para o herói e o celular de Oliver tocar no mesmo instante, além do que espero que não demore muito para Quentin fazer a obvia ligação entre o relacionamento de Sara tanto com Oliver como o Arqueiro; já Laurel acho que vai demorar ainda bastante para desvendar a identidade secreta de Oliver e talvez em um futuro próximo descubra que sua irmã é a Canário.

Oliver não quer cometer com Roy o mesmo erro que teve com Slade e a própria Helena, deseja desta vez quer ter a responsabilidade de criar um herói e não mais um assassino. Ser um herói é algo que exige sacrifícios, Roy ainda tem o forte efeito da droga em seu corpo e até conseguir ter um controle total sobre seus poderes não pode ficar perto dos outros, é uma bomba relógio capaz de perder a paciência tanto com o cara que atirou em sua mão, como com um sujeito que apenas esbarrou nele. Apesar de não ser um grande fã de Thea fiquei com dó dela, Thea reagiu bem ao não deixar Roy terminar o relacionamento, mas Roy propositalmente deixou ser flagrado beijando a loira (que loira!), apesar de saber que não foi literalmente uma traição e sim um golpe de Roy, Thea aceitou o inevitável término da relação, sem entender o motivo de Roy querer tanto isso.

Thea está cansada das mentiras de todos ao seu redor e ingenuamente acredita que Oliver é o único que nunca mentiu para ela, sendo que na verdade ele é base de todas as mentiras envoltas dela. Thea tinha que pegar carona bem com o Slade! O vilão está agindo calmamente, deliciando-se com o temor que conseguiu causar em Oliver, que ao tirar Roy de perto de Thea a deixou sem proteção e esta foi a aproximação que Slade aguardava, não sei se já fará algo contra Thea ou apenas a usará para chamar atenção de Oliver. A única certeza é que Slade será o tema do próximo episódio que recebeu o nome de “Deathstroke (Exterminador)”, o codinome usado pelo vilão!

Dos quadrinhos para televisão:

Birds of Prey é o nome de um grupo de heroínas da DC e que até já teve uma série, horrível, em 2002 e que durou apenas uma temporada. O grupo teve em uma de suas formações clássicas a Canário e a própria Caçadora, o que não aconteceu neste episódio em que foram rivais. Talvez este seja o primeiro passo para a formação deste grupo na série, não custa sonhar em ver Canário e a Caçadora lutando lado a lado.

Speedy é muito mais que um apelido qualquer dado por Oliver, este é o nome que Roy recebeu por um tempo nos quadrinhos até ganhar o codinome de Arsenal e depois de Arqueiro Vermelho; um dos dois deve ser usado pelo personagem em um futuro próximo e quem sabe ganhe até um uniforme!

Comentário Extra:
O humor sarcástico de Felicity estava no máximo neste episódio, hilário tanto como tirou sarro da Helena, como também sobre Oliver ter participado de uma fraternidade, o que realmente explica muita coisa.

tres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s