Deixe um comentário

Supernatural – 9×17 – Mother’s Little Helper

Supernatural - Episode 9.17 - Mother's Little Helper - Promotional Photos (13)A Mother’s Little Help é um marco na história de Supernatural por marcar a estreia de Misha Collins, o Castiel, como diretor, o ator deu um bom primeiro passo nesta nova função. Um episódio que trouxe elementos interessantes da história atual e passada da série como também uma evolução na trama.

Inevitavelmente alguns dos melhores episódios desta temporada foram, para o bem ou para o mal, aqueles que colocaram Dean e Sam em histórias solos, a desgastada relação dois chegou a um ponto que precisam de vez em quando de uma folga um do outro. Um pequeno sinal de que as coisas podem melhorar entre os dois foi a visível preocupação de Sam com o comportamento estranho de Dean, por mais que queria separar o trabalho da família, Sam começa a voltar atrás decisão ao ver como Dean mudou após tocar a primeira lâmina, mesmo assim respeitou o seu espaço e foi sozinho resolver o caso da semana. Sam teve um déjà vu ao deparar com um grupo de pessoas normais de uma pequena cidade que começaram estranhamente a agir violentamente, o criou um paralelo interessante com Sam ao ver estas pessoas e lembrar quando estava sem sua alma. Mesmo sem ter a companhia de seu irmão, Sam manteve a mesma força e dedicação para descobir como essas pessoas perderam sua alma, o que teve uma ligação com a origem de Abaddon!

Foi encaixado de maneira lógica o flashback que introduziu a origem de Abaddon; a candidata a Rainha do Inferno que há muitos anos já planejava o seu golpe. É sempre útil dar uma origem e mais personalidade para vilã da temporada, foi possível compreender melhor como funciona a mente de alguém como Abaddon e também a história da origem de como possuiu este corpo. Conhecer a pessoa que existia dentro do corpo possuído por Abbadon também foi bastante fascinante; com o amor secreto, e não correspondido, que Josie nutria por Henry, a ponto de dar seu próprio corpo para Abaddon no lugar de seu parceiro. Josie fez o último sacrifício e perdeu sua alma para sempre ao tentar salvar a vida de seu amado, sem imaginar por quanto tempo ainda Abaddon usaria seu corpo para seus planos maléficos. Henry é um personagem que sempre que aparece conquista ainda mais o público, o caso do convento contado no flashback foi o que faltava para acabar com sua dúvida entre proteger e ficar ao lado de sua família ou fazer o trabalho que poucos teriam coragem de aceitar.

Abaddon é tão inteligente quanto Crowley e sabe que seu rival é bastante querido no inferno e que não iria conseguir convencer a todos a ficarem ao seu lado; então decidiu montar o seu próprio exército, o que fez de uma maneira desprezível; roubar almas humanas para transformá-las em demônios é um ato digno daquela que deseja torna-se a Rainha do Inferno. Um espaço para dar parabéns para atriz Alaina Huffman, a Abaddon, que na primeira oportunidade em que teve chance de mostrar suas habilidades se saiu muito bem tanto vivendo no papel de Josie como de Abaddon. O único ponto que não fiquei satisfeito no roteiro foi com a mulher que foi freira e que sabia que Abaddon tinha possuído Josie e simplesmente não fez nada e muito menos avisou Henry; não concordo que ter ajudado Sam desta vez foi uma maneira de consertar completamente o erro do passado, a freira foi covarde e medrosa de não ter revelado a verdade e acabou prejudicando a vida de muitas de pessoas, não será somente através de um ato bondoso que vai conseguir o perdão.

Falando em Crowley, a amante de Dean que atualmente está mais ligado a Rei do Inferno do que ao seu próprio irmão. Dean ficou mais afetado do que esperado ao tocar na Primeira Lâmina que trouxe uma sensação quase como a de uma droga que vicia logo na primeira vez. Dean tentou fugir desta vontade de tocar a lâmina, chegou até quem diria ligar para Crowley, para não pensar no assunto voltou para outro vício que foi o álcool. Mesmo depois de tanto tempo acompanhando Crowley, o demônio ainda consegue enganar Dean e o público com seus geniais golpes; Crowley viu o estado que Dean estava e precisava testá-lo para ver se o caçador estava ou não preparado e se podia confiar nele. O golpe usando o falso caçador foi sensacional e Dean não pensou duas vezes em fazer algo para salvar a vida do seu BFF, o que fica no ar é se Dean fez isso unicamente porque não quer Crowley morto ou por causa da lâmina? Na minha opinião foi um pouco de cada, Dean por mais que tente esconder criou uma ligação com Crowley e não sei se teria coragem de fazer algo contra ele, como também sabia que com Crowley morto poderia perder a lâmina que deseja tanto tocar. Ainda sobre Crowley que voltou ao ser vício de consumir sangue humano, mas pelo que declarou está fazendo isso de uma maneira mais evoluída, fica a curiosidade de saber o que Crowley está fazendo de diferente com seu vício.

O teste deu certo e Crowley sabe que pode confiar em Dean para realizar seu maior desejo que é matar Abaddon; como afirmou Sam em seu retorno os dois não podem mais adiar isso e precisam acabar logo com ela e com sua fábrica de roubar alma;. uem sabe daqui em diante com essa revelação do que Abaddon está fazendo, Sam e Dean parem de enrolar e a matem logo. Caim alertou Dean de que o preço de ter a marca para usar a primeira lâmina era muito alto e talvez até o final da temporada a situação se inverta e desta vez talvez Sam terá que fazer algo para salvar seu irmão se ele perder o controle novamente quando usar a arma.

Supernatural retorna com um episódio inédito daqui três semanas no dia 15 de abril!

tres

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s