Deixe um comentário

The Following – 2×10 – Teacher’s Pet

210flw_210a_teacherspet_0125Não existe redenção sem sangue! Assim afirma o agora pastor Joe para seus novos e ainda mais lunáticos seguidores! O jogo de gato e rato entre Ryan e Joe recomeçou com tudo e como sempre o agente sempre acaba saindo como o perdedor.

A estratégia de Ryan de usar Strauss para atrair atenção de Joe provou como serial killer ainda fica afetado pelos atos de Ryan, que sabe como provocá-lo. Strauss estava nem aí mais para Joe, que na sua visão o traiu ao cometer erros infantis e pode acabar tornando-se um aliado para pegar o monstro que criou. Ryan teve uma vitória parcial ao conseguir tirar de Joe uma confissão sobre como estava deixando a literatura e indo para um caminho mais “superior”; Emma até tentou controlar a boca de Joe, mas o serial killer não conseguiu deixar de se exibir para Ryan e assim entregou pistas importantes para a investigação, as quais Ryan demorará séculos para desvendar.

Por mais que Joe tenha já superado o que aprendeu com Strauss, ainda nutre alguma espécie de carinho pelo seu mentor; o flashback revelou Strauss conhecendo o jovem Joe que ainda não tinha tido coragem de expor seus desejos como psicopata, o que não precisou de muito esforço para acontecer, apenas algumas palavras de incentivo de Strauss que o usou assim como fez com outros jovens, sem prever que criaria um monstro sem controle. O maior defeito de Joe é seu ego, ainda mais quando fica inflado como ao acreditar que pode torna-se um Deus, afinal foi cômico ele pedindo para Emma dizer na cama “louve Joe”. Por mais que seu ego seja seu maior defeito, não deixa de ser um psicopata genial, como ao usar exatamente os excluídos e assassinos do culto de Mika para o seu plano. Joe sabe que para conquistar estes jovens precisa ludibriá-los acreditar que só vão encontrar a salvação através do sangue e usou os jovens excluídos porque eles mostrariam isso para os outros.

Joe aproveitou a raiva que estava sentindo de Ryan para matar um pobre gato, com objetivo também de descobrir em quem podia ou não confiar entre seus seguidores; Joe segue o caminho o oposto de Mika ao escolher os assassinos para o seu rebanho e aqueles que não aceitam sua doutrina vão para no buraco. Quem parece fora deste jogo é Mandy que começa a entender quem é o verdadeiro Joe, por mais que se passe de forte e encare Emma, a garota está assustada e não quer participar deste sonho de Joe, mas também não quer perdê-lo. Cada vez mais se cria um clima de tensão entre Mandy e Emma que no primeiro desvio da jovem irá ter um enorme prazer de matá-la, Emma sabe que Mandy só fala da boca para fora e que não é de nenhuma maneira alguma parecida com ela. O crescimento da relação de Joe com Emma é também interessante, a loirinha quer fazer parte das decisões de Joe e assume o papel de seu braço direito; Emma parece ter chegado com Joe ao lugar que sempre desejou tanto de confiança como sexualmente, acreditando que tem novamente Joe só para ela, mas para Joe seus súditos são meras peças e pode mudar de ideia sobre Emma a qualquer instante.

Mika estava certo de isolar este grupo de malucos dos outros, um era pior que o outro e desde o começo Tilda e Lucas pareciam ser os mais malucos; a primeira uma menina que sofreu bullying a vida toda e quer matar o mundo por isso e ele um garoto com instinto assassino. O plano de Joe mesmo com algumas perdeu certo, seu objetivo era assustar o mundo, sabendo que para torna-se um Deus precisava ser considerado onipresente; o único ato falho de Joe foi confiar em Mallory (a mesma atriz que vive a Beth em The Walking Dead), a namorada do Lance, aquele maluco assassino da semana passada; a garota nunca pareceu mostrar um talento para a arte de matar.

Como de costume Ryan chegou atrasado e ainda viu Mallory ser morta na sua frente pelo outro seguidor que por Joe deu sua própria vida; não sei como Ryan e o FBI aguentam ser tantas vezes derrotados por Joe! Ryan para variar foi consolar-se nos braços de Carrie, com quem cria uma aliança estritamente sexual e de interesses; a jornalista que na primeira oportunidade deve trocá-lo por uma matéria. Já Joe perdeu dois seguidores, mas ganhou a confiança dos outros, é sensacional o teatro que está criando para enganar estes jovens que sem capacidade de distinguirem o certo e o errado acreditam em qualquer coisa; Joe usou a literatura de Edgar Allan Poe para realizar seus desejos de sociopata e agora usa sabiamente a religião, foi uma ideia genial de “ungir” aqueles que cumprem seu papel, assim dá um motivo especial para seus seguidores criarem coragem para matarem outras pessoas.

Tanto Joe como Ryan podem em breve perder toda estabilidade que conseguiram quando Claire reaparecer em suas vidas; o longo flashback revelou todo o golpe montado pelo FBI para fingir a morte de Claire e assim proteger sua vida e do pequeno Joey. A única surpresa desta trama foi o envolvimento de Mike que mesmo sabendo o quanto isso prejudicaria Ryan concordou com a ideia da falsa morte de Carrie; o que explica também o porque dele ficar tão preocupado com Ryan. Pela primeira vez concordo com uma ação do FBI que montou uma estratégia correta, Ryan não conseguiria ficar afastado de Claire e isso colocaria sua vida e de Joey em perigo; Claire com muita dor acabou aceitando isso para proteger seu filho, isso até descobrir sobre o retorno de Joe. Claire tem uma ligação tão forte com Ryan que ambos sabem que só vão ter paz depois que Joe estiver morto; Mike não aceita essa ideia porque não quer que Claire tenha o mesmo destino de seu pai; só que Claire não está preocupada somente em acabar com a vida de Joe; resta esperar para ver como será a reação de Ryan ao reecontrar com Carrie e descobrir que foi traído até por Mike e também como Joe reagirá ao descobrir que a única mulher que amou está viva.

The Following melhorou um pouco esta semana, mas ainda é muito pouco para o que se esperava desta série que não consegue fugir de sua fórmula padrão há duas temporadas.

tres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s