2 Comentários

Chicago PD – 1×09 – A Material Witness

Chicago P.D. - Season 1Voight e sua equipe de inteligência não vão poder tirar férias tão cedo porque merecidamente Chicago PD foi renovada para sua segunda temporada!!!  Com a renovação garantida é hora de continuar apresentado bons episódios como este, onde a equipe teve que trabalhar e muito para proteger um dos seus integrantes.

Al é um paizão para todos, protege e aconselha Ruzek como seu fosse seu próprio filho, não seria diferente com sua verdadeira filha Lexi que não deu sorte e testemunhou um assassinato de um jovem negro, o clássico lugar errado na hora errada. Al se controlou até demais neste caso, fez o que foi preciso para proteger sua filha, não era hora de ligar para outros, por isso rasgou as folhas das anotações de Atwater, que deveria entender que era melhor tomar uma bronca do que Lexi ter que testemunhar e virar um possível alvo da gangue latina. Voight não deixaria nunca isso acontecer e assumiu a responsabilidade pela investigação do crime, o objetivo final era pegar o tal suspeito chamado Calaca antes que algo acontecesse com Lexi.

Olinsky precisa ficar ainda com mais orgulhoso de Ruzek; o novato vendo seu parceiro nesta situação agiu sozinho, mesmo sem a permissão de Voight, e criou sua própria operação para conseguir encontrar o Calaca. Claro que Ruzek tinha que chamar Burgess para ajudá-lo, a policial teve a oportunidade de mais uma vez trabalhar com a Inteligência e mostrou o mesmo talento de sempre. Não sei o que foi mais desconcertante Ruzek ficar recebendo fotos da sua mulher nua ou mostrar as mesmas para Burgess, o detetive ainda pediu conselhos amorosos para a policial, que mostrou ter também tem uma queda por ele. Na verdade Ruzek está de saco cheio da sua noiva, porque nenhum homem ficaria bravo e recusaria receber fotos de sua mulher nua, vamos ver até quando Ruzek vai levar este relacionamento falido.

Tanto Al quanto Voight também precisam parabenizar a novata Mia Sumner que mesmo sendo rejeitada por todos fez um trabalho perfeito de investigação nesta missão e por mais que tente afasta-la, Voight não terá como escapar e deixá-la participar da equipe; Sumner terá que diariamente provar o seu valor para cada um da equipe e provar que não é uma espiã da corregedoria.  Interessante a maneira que foi abordada a questão do perigo da existência destas gangues locais, desde o sistema delas usando jovens para pequenos roubos, conquistando espaços através do medo pessoas do bem, como o senhor do cabeleireiro e até como dentro destes grupos existem pessoas ainda mais maldosas. O tal Calaca era um maluco que se achava demais e matou o rival da outra gangue sem permissão dos seus chefes, tanto que os próprios membros da sua gangue arrancaram seu dedo para lhe dar uma lição!

Pela primeira vez Voight encarou um bandido que não ficou com medo da sua conhecida jaula e dos seus métodos carinhosos de interrogatório; a única maneira de prender Calaca era com o testemunho de Lexi. Deu pena do Al chorando e tendo que pedir para sua filha testemunhar para que Calaca fosse preso, por mais que fosse perigoso, Lexi aprendeu muito bem com seu pai a fazer o certo quando for necessário mesmo que sua vida ficasse em risco. Mesmo com Voight ameaçando Calaca se algo acontecer com Lexi, a vida da jovem de agora em diante corre um sério risco; Al terá que viver de olho aberto para proteger sua filha que pode ser alvo da retaliação da gangue latina.

A equipe não vai ter tempo para descansar porque agora chegou a vez de Halstead se meter em uma confusão. Voight e Erin tentaram avisar Halstead para se afastar de Lonnie, mas o detetive não consegue esquecer o pedófilo e acreditava que o maluco iria cometer um novo crime, já que estranhamente comprou cordas e fitas adesivas! Voight pode ter todos os defeitos possíveis, mas nunca deixaria um membro de sua equipe na mão. Depois de receber o alerta de Ed sobre Halstead foi descobrir o que estava acontecendo, começou dando uma bronca em Jin como também tentou parar Halstead, que no lugar de ouvir o conselho preferiu chamar seu chefe de corrupto; Halstead agiu errado em geral neste caso, principalmente ao usar os seus parceiros tanto Jin com Erin nessa sua busca por justiça.

A situação de Voight com Ed está cada vez mais tensa, o diálogo no início do episódio foi cheio de ameaças de ambos os lados e Voight já sabe que não vai conseguir se livrar do homem da corregedoria tão cedo. A relação com Ed ficou mais tensa com a descoberta de que Loonie foi assassinado; Ed vai com tudo atrás de Halstead e não sei se Voight poderá fazer algo para evitar que o seu parceiro seja preso.

Apesar de todas as evidências indicarem que foi Halstead, já adianto minha suspeita sobre o pai do próprio pedofilo que pode ter feito isso para controlar seu próprio filho. A resposta sobre o que irá acontecer com Halstead e quem matou Loonie somente próximo episódio de Chicago PD.

Comentário Extra:

Depois de nove episódios chego a conclusão que Atwater é o personagem menos carismático do elenco, pode ser um policial eficiente capaz de sozinho evitar um incêndio, salvar uma vida e prender uma mulher maluca, mas o personagem precisa melhorar e ganhar mais espaço para mostrar suas qualidades.

tres

Anúncios

2 comentários em “Chicago PD – 1×09 – A Material Witness

  1. Chicago Fire vem se superando a cada episódio! Realmente muito merecida a 2ª temporada da série!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s