Deixe um comentário

Supernatural – 9×16 – Blade Runners

supernatural-3-18-jpgFaz muito tempo que Crowley (Mark Sheppard incrível!) é o melhor personagem de Supernatural, seu humor sarcástico e jocoso com tudo que acontece na trama e contra os irmãos Winchesters, faz dele um personagem único; você sabe que nunca pode confiar nele, mas mesmo assim é impossível não gostar dele.

Crowley é um personagem que sempre que volta para trama traz o seu humor mais refinado e isso ficou ainda melhor com o demônio agora viciado em sangue humano, o que faz até chorar ao assistir Casablanca! Mesmo preso em seu vício Crowley continua o mesmo esperto de sempre e não seria uma mera e linda mulher que conseguiria enganá-lo, Crowley rapidamente percebeu que Lola estava o traindo e revelando tudo que descobriu sobre ele para Abaddon; por culpa do próprio Rei do inferno que bêbado de sangue falou demais para Lola e até ligou para Dean! Antes de morrer pelo menos Lola abriu os olhos de Crowley para perceber que tinha chegado ao fundo do poço por causa de seu vício e que tinha-se transformado em uma criatura digna de pena, então lá foi o demônio pedir ajuda dos irmãos Winchesters!

Sam e Dean chegaram a um ponto que necessitam demais da ajuda dos outros para cumprirem seus objetivos, o que leva a ter que fazer uma parceria com alguém nada confiável como o Rei do Inferno. Dean criou um elo antes nunca imaginado com Crowley, sabe que é um demônio, mas agora tem uma certa ligação com o Crowley depois de tudo que passaram, Sam por outro lado não consegue entender esta preocupação do seu irmão com o demônio que deseja matar o mais rápido possível.

Os Winchesters também estavam procurando Crowley para saber se tinha ou não encontrado a primeira lâmina e para isso foram tiveram que pedir ajuda de ninguém menos que a Snooki! A melhor e mais engraçada cena do episódio foi os Winchesters descobrindo que Snooki, conhecida pelo desprezível reality Jersey Shore, era uma demônio, o que realmente explica muita coisa! Snooki ou melhor Nicole teve curtos mais hilários diálogos como mandar os irmãos procurarem o paradeiro de Crowley no Google; pelo menos tiraram dela que Abaddon está conseguindo cada vez mais demônios para o seu lado diante da fraqueza atual de Crowley; os irmãos Winchesters fizeram ao certo ao exorcizar Snooki, algo que já deveria ter sido feito há anos!

Os Winchesters ficaram assustados ao ver estado que  Crowley estava, chegando até roubar sangue e doces (!); quase chorei de rir quando Crowley disse para Dean que ele não sabia o que era ser um humano, realmente o demônio precisava mesmo de uma intervenção. O Rei do Inferno sabe como poucos usar seus conhecimentos e logo transformou o bunker que era sua prisão em seu próprio inferno com bebidas e revistas de mulheres peladas; tudo porque sem ele os Winchesters não poderiam encontrar a primeira lâmina.

Daí em diante o episódio caiu muito de ritmo e de nível, é um fato que os roteiristas estão tendo sérias dificuldades em desenvolver as tramas principais desta temporada; como a dos anjos caído e a da primeira lâmina e da Abaddon. O que salvou esta parte foi a introdução do personagem Cuthbert, um antigo membro dos Homens das Letras que foi expulso por causa dos seus métodos e atitudes estranhas. O personagem trouxe um pouco de humor e ação, sendo um colecionador de coisas sobrenaturais desde objetos até as próprias criaturas; Cuthbert também trouxe um elemento interessante que foi a magia, algo muito bem usado por ele tanto para não envelhecer como para superar os irmãos Winchesters com seus divertidos truques, como quando roubou a arma de Dean e quando expulsou Sam da sua base secreta.

A crítica que faço é que um personagem como Cuthbert merecia ter sido usado em um episódio completo e quem sabe até aparecer mais vezes na história; Cuthbert poderia ser um novo inimigo para os Winchesters e foi um erro e desperdício matá-lo tão rapidamente; além do pequeno furo sobre a casa dele continuar existindo cheia de artefatos e criaturas sobrenaturais; os Winchesters como caçadores não deveriam deixar um lugar como este existir, mesmo sendo protegido por magia. Sobre a trama envolvendo Abaddon, uma revelação interessante é o efeito que a primeira lâmina causa em Dean, que não esperava se sentir desta maneira estranha ao segurar a arma que parece deixá-lo sem controle; foi preciso Sam acordá-lo antes que algo pior acontecesse. Falando nos irmãos felizmente neste episódio não tivemos nenhum momento “discussão de relacionamento”, apesar do clima não muito amigável os dois conseguiram trabalhar bem sem nenhuma discussão chata sobre sentimentos e etc.

Dean e Sam ao ajudarem Crowley na intervenção acabaram trazendo de volta o seu velho e consciente inimigo que de maneira alguma iria deixar os dois ficarem com a lâmina, colocando assim sua própria vida em perigo. Crowley foi o mesmo Rei do Inferno e tirou deles a lâmina, sabendo que só emprestará a arma para Os Winchesters quando encontrarem Abaddon para que Dean a mate e depois deve tirar rapidamente a lâmina da mão dele.  Para os irmãos Winchesters foi um episódio sem vitórias e no qual voltaram para a estaca zero, não conseguiram obter a primeira lâmina e ainda precisam continuar a parceria com Crowley até matarem Abbadon; para o dia terminar ainda pior, Dean viu seu querido carro ficar com cheiro de demônios e com riscos da mensagem deixada por Abaddon para Crowley, mais do que nunca Dean deseja cortar a cabeça da atual rainha do inferno.

 tres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s