Deixe um comentário

Hannibal – 2×03 – Hassun

Hannibal - Season 2Todas as pessoas ao redor de Will queriam de alguma maneira evitar que Will fosse condenado em seu tribunal; só que o sonho logo na cena de abertura revelava o sentimento interno do próprio Will de achar que estava se auto condenando a morte antes de entrar no tribunal. Era preciso de um milagre para que a mais que certa condenação de Will não acontecesse, o ato impensável veio através do anjo e diabo protetor de Will Graham.

O julgamento pareceu mais um teatro onde cada lado tentava proteger a si mesmo; no fundo Will não estava sendo julgado e sim as pessoas ao seu redor; Alana queria esconder como seus sentimentos por Will a atrapalharam em fazer um julgamento melhor sobre ele e insistia tanto na questão dele ter um problema psicológico porque não queria assumir que seu querido Will poderia ser um maluco assassino; Freddie Lounds (que roupa bizarra!) teria o prazer de pela primeira acertar em algo, a futura condenação de Will mostraria ao mundo como ela estava desta vez certa, o que é uma vitória para uma profissional que foi  diversas vezes acusada merecidamente de mentir em suas matérias; Chilton também segue este mesmo pensamento, um médico fracassado e incompetente que com Will sendo declarado culpado poderia mostrar ao mundo que sempre soube disso e que nunca caiu no golpe que acreditava que Will estava fazendo.

Crawford nunca aceitou internamente que Will fosse um assassino por pura vontade própria e então preferiu sacrificar a sua carreira para colocar a culpa em si pelo que teria acontecido para Will virar um serial killer. Mesmo pressionado por Crurford que queria limpar a imagem do FBI,  mas Jack não se importava mais com a agência e seu emprego, e sim precisava soltar seu sentimento de culpa para fora e se sentiu bem a fazer isso. A história dele ir para Itália com sua moribunda esposa era uma uma nova falsa mentira; Crawford ama sua agência e não estaria disposto a fazer suicídio profissional; o próprio Hannibal o alertou a não trocar sua carreira por uma curta satisfação profissional e voltou ao trabalho quando uma nova pista surgiu e que poderia inocentar Will.

Até mais que Will, a pessoa que mais queria que o Graham fosse de alguma maneira inocentado era Hannibal que sente uma necessidade quase física de ter um pouco mais da companhia de seu melhor Will Graham; o que o faz cometer atos até então impensáveis. Muitos não vão concordar, mas não tenho dúvida alguma que Hannibal foi o responsável pela armação do novo crime e da entrega da orelha; não sei se caberia neste contexto colocar uma terceira pessoa neste cenário como um imitador dos crimes. Hannibal ao fazer isso tentava assim conseguir mais tempo com Will atrasando o seu julgamento, porque e sempre será um amigo e admirador de Will; a cena dele na casa sozinho olhando para a cadeira que Will sentava foi de saudades da companhia dele.

Por outro lado o serial killer nunca iria se entregar para salvar Will, por isso a escolha de mudar o método para matar as novas vítimas para que assim fosse criador um copiador; o que Hannibal queria era talvez inocentar Will, mas não entregar o verdadeiro culpado, mas sim apenas tirar a culpa do seu melhor amigo e assim lhe dar a oportunidade para escapar. Alguns não acreditam que Hannibal seja o imitador porque o assassino usou uma arma, algo que não combina com o protagonista, mas acredito ainda mais que foi ele por causa da arma, uma maneira de assim a culpa cair em uma terceira pessoa.

O plano de Hannibal não deu certo quando o juiz não aceitou que o falastrão do advogado de Will usasse este novo crime como parte de sua defesa; então Hannibal precisou agir de maneira mais extrema. “A justiça não é somente cega, mas também irracional e insensível”, essa frase poderia ser colocada debaixo do corpo do juiz na “obra de arte” que Hannibal criou ao matar o juiz e o transformando no símbolo da justiça. As palavras de Hannibal explicam exatamente tudo que sentiu, o juiz foi irracional e insensível com ele e com Will em não aceitar a nova defesa, uma decisão que lhe custou a vida; Hannibal foi ousado de entrar em um fórum e matar o juiz desta maneira, mas precisava de algos mais extremo e assim conseguiu cancelar este julgamento e tudo será recomeçado do zero.

Assim como na temporada passada Hannibal está brincando com todos; ao fazer isso conseguiu mais tempo com Will e também deu um novo caso para Crawford que agora não vai sair da agência até encontrar este imitador ou talvez verdadeiro culpado pelos crimes, assim inocentar Will e a si mesmo, o que pode ser o primeiro passo para o que irá culminar na cena de abertura desta temporada com o agente do FBI e o serial killer lutando.

Quem mais se beneficia com isso é o Will Graham que agora tem total noção da sua sanidade e continua com seu teatro para se aproximar de Hannibal; o próprio serial killer falou sobre ele não perder este amor que o seu “imitador” estava-lhe dando, Will não irá desperdiçá-lo pelo contrário deve usá-lo para conseguir provar a sua teoria; o professor nunca esteve tão lúcido e ligado a todos os detalhes que o cercam, concentrando-se totalmente no objetivo que é revelar a verdade face de Hannibal.

tres_e_meio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s