Deixe um comentário

Série Nova: Resurrection 1×01 – The Returned

Resurrection

Atualmente basta uma série europeia começar a chamar atenção fora de seu país de origem para que os poderosos do entretenimento americano lancem seus olhos ambiciosos para possíveis adaptações. A nova vítima da vez é a excelente série francesa Les Revenants sucesso de público e crítica mundialmente e que agora ganha seu remake americano intitulado Resurrection. Ambas as produções têm como base o livro do autor Jason Mott; o remake é produzido e criado por Aaron Zelman (The Killing) que já afirmou que não fará uma série fiel a obra literária.

A trama começa com um garoto estadunidense chamado Jacob (Landon Gimenez) acordando na China, as autoridades locais escalam Marty (Omar Epps, de House) para tentar descobrir a identidade do garoto e levá-lo para seus pais. Apesar de não ter muita empatia com crianças Marty leva o menino para a pequena cidade onde Jacob diz que está sua família; no local Marty encontra o casal de senhores Harold (Kurtwood Smith, de 70’s Show) e Lucille (Frances Fisher, de Touch) que ficam espantados ao ver que o garoto de oitos anos é o filho deles que morreu afogado há mais de 30 anos! Jacob teria caído em um rio e acabou se afogando a então esposa de seu tio largou a sua filha bebê e foi tentar socorrê-lo e acabou também falecendo.

O que se espera em uma situação como essa acontece, os pais de Jacob tem um choque inicial; Lucille aceita mais facilmente o retorno de seu filho e fica grata por isso, enquanto Harold apesar de um exame de DNA comprovar a identidade do garoto ainda reluta para aceitar que este menino seja mesmo o filho que enterrou O retorno de Jacob também chama atenção de outras pessoas que o conheciam; o irmão de Harold, o xerife Fred (Matt Craven, de Justified) fica receoso sobre essa história, já sua filha Gail (Devin Kelley, de Covert Affairs), a menina que era a bebê no dia da morte Jacob, fica curiosa porque o garoto pode revelar mais detalhes sobre a morte de sua mãe. Gail tem um sentimento de culpa por sua mãe ter morrido enquanto passeava com ela ainda bebê e tem o consolo de sua melhor amiga Elaine (Samaire Armstrong, de The Mentalist) que também perdeu seu pai e cuida do seu irmão com problema mental Ray (Travis Young).

Outro personagem apresentado é o pastor Tom (Mark Hildreth, de V) que era quando criança o melhor amigo de Jacob e que por ser um homem de fé custa a entender que Jacob tenha ressuscitado. O surgimento de Jacob faz com que Tom comece a questionar a sua própria fé e repensar em tudo que acredita. O personagem de Hild merecia ter tido mais espaço no piloto pela profundidade de ligar a religião com Jacob, é pouco aproveitado na trama a não ser em um sermão onde o roteiro usa trechos da bíblia para fazer uma analogia bem clichê do ressurgimento de Jacob.

A verdade sobre como Jacob e sua tia morreram acaba ganhando mais atenção no piloto do que o próprio garoto ressuscitar; na verdade o garoto morreu tentando salvar a sua tia que estava se afogando e não o contrário. Um mistério bem sem graça envolvendo um amante que ela tinha na época e que pode ter sido o culpado por ela cair na água; o pai de Jacob, Harold decide contar para seu irmão Fred que o homem que Jacob viu era um conhecido seu que estava tendo um caso com a falecida, Fred que fica desconsolado ao descobrir a verdade em das cenas mais forçadas do episódio.

Marty fica como a visão do público nesta história, aquele que por não ter ligação alguma com essas pessoas tenta criar uma solução lógica para como Jacob por estar vivo. O personagem circula por todos os enredos e serve para quase nada neste piloto é somente um de tudo que está acontecendo. Um pouco sobre o Marty é revelado, acabou de terminar mais um relacionamento fracassado e antes de entrar para este novo trabalho era policial; uma mudança que fez porque acreditava que teria uma vida mais excitante como agente da imigração; o caso de Jacob pode ser aquilo que faltava para trazer um pouco de ânimo para sua vida monótona.

Como Jacob ressurgiu na China é o mistério principal da trama; o garoto já demonstra um comportamento estranho, tendo fortes convulsões e uma fome quase sem fim. Por ser um garoto de oito anos ainda não compreende totalmente o que está acontecendo e não tem lembrança do que aconteceu depois de sua dita morte. Jacob não é o único que ressuscita, por todo o episódio um homem misterioso com capuz aparece seguindo a Arcadia e chega até trocar olhares com o garoto. Na última cena é revelado que o homem com capuz é o pai de Elaine e Ray que também morreu anos atrás; o reencontro de filhos e pai assusta Marty que fica ainda mais sem entender o que está acontecendo no local.

Tirando algumas premissas e personagens parecidos Resurrection lembra em quase nada a qualidade de Les Revanants. Resurreciton se assemelha muito mais com The 4400 que também tinha uma premissa parecida só que voltada mais para o lado da ficção científica. Não tem o tom filosófico e poético da série francesa e também não faz o aprofundamento esperado sobre o tema de alguém dado como morto simplesmente ressuscitar, não tem o tom filosófico e poético da série francesa. Quando tenta mergulhar em seus personagens não consegue devido ao pouco tempo dado para que isso seja feito da forma necessária e também pelos clichês dos diálogos dos seus personagens. Resurrection então trilha para o estilo comum de muitas séries americanas, sem conteúdo e personalidade; preferindo gastar um piloto inteiro para criar um mistério não envolta de Jacob e sim sobre seu assassinato.

Vai dar certo? Não merecia, mas talvez aconteça porque a maior parte do público americano nunca deve ter ouvido falar de Les Revenants e atrelado a uma história que atiça a curiosidade do telespectador pode fazer com que a série tenha uma boa audiência.

Para quem gosta de…: uma cópia sem personalidade Les Revenants, The 400.

O TV Cinema e Música irá acompanhar? Não, recomendo para os leitores do TV Cinema e Música que assistam Les Revenants ou até revejam The 400.

dois

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s